Greve: Correios suspende serviços de entrega rápida por Sedex e Disque Coleta

Presidente dos Correios retira a proposta e informa que só voltará a negociar com suspensão da greve

SÃO PAULO – Devido à greve que começou nesta quarta-feira (14), os serviços de entrega rápida dos correios, como Sedex Hoje, Sedex 10 e Disque-Coleta, estão suspensos temporariamente.

Já as cartas e encomendas comuns continuarão sendo entregues, mas poderá haver atrasos, segundo o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro. “Não houve interrupção da entrega de objetos. Dos 35 milhões de objetos que os Correios entregam diariamente, 5,3 milhões não foram entregues hoje e devem seguir com atraso”, explicou.

A empresa informou que, até as 12h desta quarta-feira, cerca de 32% dos 109 mil funcionários dos Correios aderiram a paralisação, que é por tempo indeterminado.

PUBLICIDADE

Reivindicação
Os funcionários dos Correios pedem reajuste salarial e reposição da inflação de 7,16%. Além disso, os trabalhadores reivindicam reposição de perdas salariais dos anos de 1994 e 2002, que chegam a 24,76%.

Entre as reivindicações, estão ainda piso salarial de R$ 1.635 e aumento do valor do vale-refeição e do vale-cesta básica de R$ 200.

Proposta dos Correios
Ainda de acordo com Pinheiro, na última segunda-feira (12), a empresa apresentou proposta de aumento salarial final de 13% para 64.427 empregados, ou seja, 60,14% do efetivo total. Com o início da paralisação, a proposta foi retirada.

Segundo Pinheiro, os Correios só voltarão a negociar com o fim da greve.