Em carreira / emprego

Funcionários do Google confessam as piores partes de trabalhar na empresa

Muitos profissionais sonham em trabalhar no Google, mas quem já passou por lá afirma que nem tudo são flores 

Google
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Muitos profissionais sonham em trabalhar no Google. A companhia, multinacional de serviços online e software dos Estados Unidos, foi fundada por Larry Page e Sergey Brin enquanto os dois estavam frequentando a Universidade Stanford. 

Entre muitas qualidades, oportunidades de carreira e uma cultura interna saudável, a empresa também possui seus lados não tão positivos. Ao Quora, um site de perguntas e respostas, funcionários atuais e antigos do Google revelaram a pior parte de trabalhar na gigante da tecnologia.  

Em sua maior parte anônimos, eles contaram que trabalhar na empresa pode não ser o que muito acham. As repostas são de usuários do mundo todo, e nenhum especificou sua localidade. 

O InfoMoney selecionou alguns relatos, confira:

É difícil ter uma conversa franca com colegas de trabalho

Vlad Patryshev, ex-engenheiro de software afirma: "É difícil discutir qualquer problema. As discussões objetivas são raras, uma vez que todos os funcionários são individualistas devido à cultura da empresa e não estão interessados em opiniões de outras pessoas, a menos que sejam os diretores e pessoas importantes lá dentro".

Ninguém acredita quando você diz que o emprego não é perfeito

Katy Levinson, ex-engenheira de software: "As pessoas ficam perguntando porque você saiu ou fazem questão de confirmar se você ainda trabalha lá e insistem que trabalhar lá "deve ser perfeito". Eles só querem ouvir quanto você está entusiasmado e quanto você quer ficar na empresa, mas todas as companhias têm problemas". 

Quer investir seu dinheiro em grandes empresas? Abra sua conta na XP. 

O Google é tão grande que você pode ser contratado por engano

"Eu fui chamado pelo Google para uma posição de gerenciamento. Mas ao mesmo tempo que fui contratado, outra pessoa com o mesmo nome também foi selecionada. De alguma forma o RH trocou informações e confundiu tudo. Quando comecei no primeiro dia, descobri que eu fui contratado para uma posição júnior e a vaga de gerência foi para o outro homem com o mesmo nome que eu". 

A empresa só se preocupa com metas

A empresa apenas se preocupa com melhorias mensuráveis. "Qualquer melhoria não baseada em metas rígidas não é considerada positiva", disse um antigo engenheiro de software do Google. "Qualidade e usabilidade dos produtos? Ninguém se importa, se você não mostrar em números ou não se tiver como medir".

Muita gente inteligente, mas líderes ruins

"Tem muito profissional inteligente, mas que são gerentes e líderes horríveis". "As pessoas são promovidas para cargos gerenciais, não porque realmente saibam liderar, mas porque são inteligentes e batem metas", disse um ex-gerente de programa técnico.

O Google é tão grande que você pode não fazer diferença 

"Trabalhei no Google por 3 anos e foi muito difícil sair, mas um fator importante me ajudou a tomar a decisão - o impacto que eu teria no negócio como indivíduo era mínimo. O Google é uma empresa incrível, mas a menos que você seja um engenheiro incrivelmente talentoso que comece a criar algo novo, é provável que você seja simplesmente um profissional que faça parte de uma pequena engrenagem que faz a máquina funcionar, sem muito reconhecimento".

 

Contato