Emprego na construção civil cresce 13,3% em 2007, aponta SindusCon-SP

No total, foram criados 206,6 mil novos postos, formando um estoque de 1.758.716 trabalhadores no País

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A construção civil brasileira fechou 2007 com alta de 13,31% no nível de emprego, a maior desde 1995. No total, foram criados 206,6 mil novos postos, formando um estoque de 1.758.716 trabalhadores com carteira assinada no País.

De acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira (12) pelo SindusCon (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo), a maior parte da mão-de-obra continua em São Paulo, que detém 507,1 mil contratados.

Resultados regionais

De acordo com os dados do sindicato, todas as regiões do País registraram elevação nos postos de trabalho em 2007. O destaque fica para o Norte, que obteve alta de 21,2%, puxado por Tocantins (61,7%), Roraima (41,3%) e Amazonas (33,7%).

Aprenda a investir na bolsa

No Sudeste, o índice foi puxado novamente pelos ótimos números registrados por São Paulo (18,2%), seguido por Minas Gerais (10,9%) e Rio de Janeiro (9,4%). Na região Centro-Oeste, o aumento é de 13,4%, alavancado principalmente por Mato Grosso (20,4%). No Sul, a variação anual foi de 12,6% e, no Nordeste, de 10%.

São Paulo

Considerando o nível de emprego na construção no Estado de São Paulo, a pesquisa aponta um incremento de 18,2% em 2007, ou 78,3 mil vagas a mais.

Houve elevação no nível de emprego em todas as regiões do Estado. Na capital do estado, foram contratados 44.974 trabalhadores a mais, gerando a variação positiva de 23,05%.

Vale destacar ainda que a variação foi ainda maior em Bauru, onde 4.809 postos foram criados, o que representa alta de 32,69%.