Emergência da classe média não é fenômeno recente, diz FGV

Segundo dados, fenômeno ocorre desde antes do lançamento do Plano Real; em 2007, Classe C já chegava a 47,1% da população

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma pesquisa da FGV (Fundação Getulio Vargas), intitulada “Miséria e a Nova Classe Média na Década da Igualdade”, mostra, a partir de microdados da Pnad, que a emergência da classe média é um fenômeno nacional que está ocorrendo desde antes do lançamento do Plano Real.

De acordo com os dados, a classe média brasileira cresceu 16,2 pontos percentuais em pouco mais de dez anos, passando de 30,9% da população, em 1993, para 47,1% no ano passado.

Os números mostram que esta faixa de renda cresce em ritmo histórico desde a época do governo de Fernando Henrique Cardoso, quando apresentava evolução de 2,5% ao ano. Já no período Lula, essa camada social passou a crescer 4% ao ano, atingindo um índice de 4,4% em 2007.

Nova classe média

Aprenda a investir na bolsa

O estudo, coordenado por Marcelo Cortes Néri e Luisa Carvalhaes Coutinho de Melo, aponta que a nova classe média nacional, também conhecida como Classe C, é a classe central, sendo avaliada como a imagem mais próxima da média da sociedade brasileira, sendo que 45,7% da população vive abaixo dela e apenas 8% acima.

Em termos de rendimentos, ela englobaria aqueles com renda domiciliar total compreendida entre R$ 1.064 e R$ 4.561, a preços atuais da Grande São Paulo.

Metodologia

Além da renda, dizem os pesquisadores, existem, pelo menos, duas perspectivas adicionais para se conceituar Classe Média.

A primeira seria pelo potencial de consumo, que, conforme publicado no estudo, o acesso deste segmento a bens como casa, carro, computador, estaria também em níveis históricos. Outro critério seria a verificação do nível de instrução do chefe de família.

Além de observar os aspectos mencionados, a pesquisa da FGV também utilizou uma nova metodologia para aferir a evolução da classe média brasileira. Foram observados aspectos como carteira de trabalho, entrada na universidade ou na era da informática.