É possível obter financiamento imobiliário sem ser assalariado

Bancos avaliam alguns quesitos para garantir que mais pessoas tenham acesso ao crédito para a compra de casa ou apartamento

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Foi-se o tempo em que era necessário ser apenas assalariado para conseguir um financiamento imobiliário. Atualmente, bancos utilizam outros critérios para emprestar dinheiro que garanta a compra de uma casa ou um apartamento, levando em consideração uma análise do rendimento familiar dos compradores.

Profissionais autônomos e empresários contam com critérios diferenciados, conforme o agente financeiro. Como alternativa, está a apresentação de holerites, opções como declaração de Imposto de Renda, extrato bancário e outros documentos que comprovem ganhos estáveis.

Veja quais são os fatores que influenciam na liberação do crédito, de acordo com a Tibério Construções e Incorporações S.A.:

  • Estabilidade financeira: empresários devem demonstrar solidez na sua empresa e provar que não tenham grandes variações de receita. No caso de autônomos, será verificado se os ganhos mensais são constantes. Para assalariados, o tempo de permanência no emprego também conta na hora de pedir liberação de crédito. O banco analisa o tempo de serviço, que costuma ser de, no mínimo, seis meses, dependendo do banco;
  • Cargo Profissional: o tipo de emprego da pessoa também será analisado. Categorias mais estáveis, como servidores públicos, por exemplo, têm mais facilidade de conseguir a liberação do crédito;
  • Coerência entre atividade profissional e rendimento declarado: ter a declaração do imposto de renda coerente com seu ganho mensal facilita a aprovação do financiamento, por isso, o ideal é se manter sempre em ordem com a Receita Federal;
  • Comprometimento financeiro: quem tem tem parte da renda comprometida com mensalidades escolares ou financiamentos pendentes, como empréstimos, automóveis, cheque especial deve saber que o banco considerará esses gastos, quando for determinar as parcelas do imóvel. Além disso, são feitas consultas em empresas de análise de crédito para verificar se o cliente é, ou não, um bom pagador.

Aprenda a investir na bolsa