Discussão sobre mínimo regional em São Paulo acaba indefinida

Novo encontro foi marcado para o dia 9 próximo, às 9h, entre a Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho e as centrais sindicais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A reunião envolvendo o secretário de Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo, Davi Zaia, e representantes das centrais sindicais, na quarta-feira (2), acabou sem uma definição sobre o piso salarial regional.

De acordo com a assessoria de comunicação da secretaria, Zaia disse que o governo está interessado em manter um canal de diálogo permanente com as centrais sindicais que vá além da discussão envolvendo a definição salarial.

O piso em São Paulo apresenta três faixas salariais, atualmente em R$ 560, R$ 570 e R$ 580, dependendo da ocupação do trabalhador. No encontro, mesmo sem definir data para revelar os novos valores, o secretário afirmou que a discussão sobre o piso regional seria ainda levada à Casa Civil.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo ele, a definição pode ocorrer em breve, para que o projeto de lei Piso Salarial Regional seja aprovado pela Assembleia Legislativa, a tempo de começar a valer a partir de 1º de abril próximo, como deseja o governo.

Nova data
Um novo encontro foi marcado para o dia 9 próximo, às 9h, entre a Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho e as centrais sindicais, informou a assessoria do órgão.