Dilma deve se reunir com centrais sindicais para discutir reajuste do mínimo

Expectativa das centrais sindicais é que, no próximo ano, haja uma antecipação do índice previsto para 2012

SÃO PAULO – Ao voltar para o Brasil, após participar das discussões do G20 na Coréia do Sul, a presidente eleita, Dilma Roussef, deve iniciar a rodada de conversas sobre o reajuste do salário mínimo com integrantes das centrais sindicais do País.

O Congresso deve começar a votar a proposta inicial já na próxima terça-feira (16). A proposta inicial é de que o mínimo saia dos R$ 510 atuais para R$ 538.

Mas, de acordo com informações da Agência Brasil, a expectativa das centrais é que, em 2011, haja uma antecipação do índice previsto para 2012.

PUBLICIDADE

“Os R$ 538 estão na peça orçamentária. O presidente Lula e a presidente eleita devem analisar na volta de Seul [capital sul-coreana]”, disse o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

“As centrais estão propondo antecipação do reajuste de 2012 para dar um reajuste um pouco maior. A previsão [de crescimento] da economia para este ano é de 8%, mais 4,5% de inflação. O reajuste em 2012 seria em torno de 12%”, completou Padilha.

Prioridade
Padilha ressaltou a prioridade do governo em aprovar o orçamento ainda neste ano.“O calendário inicialmente está mantido. Não vamos permitir que nos últimos meses do governo Lula haja descontrole em relação aos gastos do Orçamento.”