Deficit da Previdência Social atinge R$ 2,565 bilhões em julho

Na área rural, o deficit foi de R$ 3,479 bilhões, enquanto na área urbana houve um superavit de R$ 914 milhões

SÃO PAULO – A Previdência Social registrou deficit de R$ 2,565 bilhões em julho deste ano, influenciado pelas contas no setor rural, que fecharam negativas em R$ 3,479 bilhões. O setor urbano, por sua vez, teve um resultado positivo de R$ 914 milhões (sem considerar despesas com pagamento de sentenças judiciais e comprovação judiciária – Comprev).

Na área urbana, a arrecadação atingiu R$ 16,454 bilhões no sétimo mês do ano, ao apresentar crescimento de 1,67% frente a junho e de 13,1% frente a julho de 2009. Os benefícios pagos, por sua vez, atingiram R$ 15,159 bilhões, valor 0,27% maior ao de junho e 7,4% maior que o do mesmo mês do ano passado.

No sétimo mês do ano, o déficit previdenciário recuou 7,6% em relação aos R$ 2,776 bilhões do mês anterior e 20,6% no confronto com igual mês do ano passado, quando chegou a R$ 3,230 bilhões.

PUBLICIDADE

Área rural
A arrecadação na área rural subiu 1,3% na comparação com junho, atingindo R$ 389,6 milhões. Frente a julho do ano passado, houve aumento de 3,1%.

O pagamento de benefícios na área rural apresentou aumento de 0,3% frente ao sexto mês do ano, para R$ 3,798 bilhões. Em julho do ano passado, o valor havia sido de R$ 3,538 bilhões, o que remete a uma alta de 7,4%.

Resultados acumulados
Na área urbana, a arrecadação ficou em R$ 109,582 bilhões nos primeiros sete meses deste ano – um aumento de 10,8% frente a 2009 (R$ 98,913 bilhões). Na área rural, a arrecadação ficou em R$ 2,672 bilhões.

Considerando o pagamento dos benefícios, na área urbana foram pagos no período cerca de R$ 105,091 bilhões e, na rural, R$ 26,331 bilhões. 

No acumulado do ano até julho, a necessidade de financiamento na área rural cresceu 9,2%, passando de R$ 22,668 bilhões para R$ 24,758 bilhões em 2010. Na área urbana, contudo, o deficit acumulado caiu 80%, ao passar de R$ 3,118 bilhões para 623 milhões.

No período analisado, de modo geral, o deficit da Previdência ficou 1,57% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, totalizando R$ 25,381 bilhões, contra R$ 25,787 bilhões registrados em 2009.