Décimo terceiro trará queda na inadimplência no fim de ano, mas alta em 3 meses

Isso porque, segundo especialista, a aquisição de dívidas faz parte da cultura do brasileiro

SÃO PAULO – O pagamento do décimo terceiro salário neste fim de ano deve ter como consequência a queda da inadimplência neste fim de ano, mas pode provocar um aumento das contas atrasadas daqui três meses.

Isso porque, segundo explica o diretor de novos negócios e desenvolvimento da SysOpen, empresa especializada no desenvolvimento de soluções para recuperação de crédito para diversos setores, Wellinton Gomes, a aquisição de dívidas faz parte da cultura do brasileiro.

“A inadimplência do brasileiro é mais cultural do que financeira. Agora, ele vai pegar este dinheiro, renegociar suas dívidas e ficar com o ´nome limpo` para ter acesso ao crédito novamente. Dessa forma, por conta das festas de final de ano, ele vai fazer novas compras, na maior parte, parceladas, que vão gerar inadimplência lá em fevereiro e março”, explica.

Destino do salário extra

PUBLICIDADE

A análise de Gomes vai de encontro ao apurado em recente pesquisa da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

De acordo com o estudo, somente 10% da população pretende poupar o salário extra para fazer frente às despesas de começo do ano, como IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), material e matrículas escolares, dentre outros.

Em contrapartida, cerca de 17% dos participantes da pesquisa afirmaram que gastarão o salário na compra de presentes. Em 2008, esse grupo correspondia a 15% do total.