Criação de emprego é prova de que economia voltou a funcionar, diz Lula

Presidente também disse que dados do Caged comprovam que Brasil foi o último a entrar e o primeiro a sair da crise

SÃO PAULO – Ao comentar os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quarta-feira (16), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse que os números são a prova de que a economia do País voltou a funcionar a todo o vapor.

“Isso é a prova mais contundente de que a atividade econômica voltou a funcionar no Brasil a todo vapor. Sabemos que ainda temos um espaço enorme de crescimento, temos perspectivas extraordinárias para o futuro do país e demonstra o acerto do nosso discurso de que o Brasil seria o último a entrar na crise e o primeiro a sair da crise”, disse, segundo a Agência Brasil.

Números

De acordo com dados do Caged, o emprego formal registrou em agosto a sétima expansão seguida, atingindo, com a criação de 242.126 postos de trabalho, o melhor resultado do ano e da série histórica para o período.

O número de desligamentos foi de quase 1,216 milhão no oitavo mês do ano, enquanto foram registradas pouco mais de 1,457 milhão de admissões, o que resulta no saldo positivo de 242.126 vagas.

No ano, houve expansão de 2,13%, com saldo positivo de 680.034 postos de trabalho, resultante da diferença entre as 10,780 milhões de contratações e os 10,100 milhões de desligamentos do período. Nos últimos 12 meses, o saldo também foi positivo, de 1,06%, com acréscimo de 328.509 postos de trabalho.