Construção civil foi a área que mais cresceu em 2010

Setor registrou crescimento de 14,4% no número de postos de trabalho entre janeiro e novembro deste ano. Em 2009, área também havia sido o destaque

SÃO PAULO – A construção civil foi a área que mais cresceu, com 14,4% de aumento no número de postos de trabalho entre janeiro e novembro deste ano.

O setor, em 2009, também figurou entre os principais destaques da economia brasileira, já que registrou crescimento de 10,9% no mesmo período.

De todo modo, os setores de serviços, comércio e indústria de transformação, na análise dos números absolutos, criaram o maior número de postos de trabalho no ano.

PUBLICIDADE

Nos 11 primeiros meses de 2010, os três setores foram responsáveis por pouco mais de 2 milhões dos 2,5 milhões de empregos gerados no ano, conforme informações da Agência Brasil.

Empregos
Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho, foram empregados 939,4 mil trabalhadores no setor de serviços, até novembro.

Com 638 mil empregos gerados no período, a indústria de transformação aparece em seguida. Comércio com 505 mil postos de trabalho fecha a lista dos três primeiros.

Em quarto lugar, a construção civil criou 333 mil vagas criadas em 2010. Os números de dezembro ainda não foram contabilizados pelo ministério.

Carteira assinada
Nos últimos oito anos foram criados cerca de 15 milhões de postos de trabalho, sendo que o número total de trabalhadores celetistas no Brasil é de mais de 35 milhões.

Na avaliação do diretor técnico do Dieese (Departamento Intersindical de Estudos e Estatística Socioeconômico), Clemente Ganz Lúcio, a geração de emprego com carteira assinada representa mais proteção social ao trabalhador.

“Isso significa redução do desemprego por um lado e uma formalização da proteção social e da participação no sistema previdenciário por parte dos trabalhadores”, disse.