Conselho destina 45% do FAT para o seguro-desemprego

Dos R$ 48,6 bilhões do orçamento do FAT, R$ 22 bilhões serão voltados para o pagamento do seguro-desemprego e R$ 10,1 bilhões, para o abono salarial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) aprovou nesta terça-feira (22) a proposta de orçamento do fundo para 2011.

Dos R$ 48,6 bilhões do orçamento total do FAT, R$ 22 bilhões serão destinados para o pagamento do seguro-desemprego, número que corresponde a 45% do total do orçamento. Já R$ 10,1 bilhões serão voltados ao abono salarial, enquanto a qualificação profissional receberá R$ 1,2 bilhão.

A expectativa é de que, em 2011, aproximadamente 18,8 milhões de trabalhadores sejam beneficiados com parcelas do abono salarial e 8,4 milhões, do seguro-desemprego.

Aprenda a investir na bolsa

No ano passado, o Codefat aprovou orçamento de R$ 43 bilhões para este ano, sendo que R$ 41,4 bilhões foram contemplados no PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual). Do orçamento aprovado, R$ 21,8 bilhões estavam destinados ao pagamento do seguro-desemprego e R$ 8,8 bilhões, do abono salarial.

FAT
A receita total do FAT nos primeiros quatro meses do ano cresceu 15%, na comparação com o mesmo período do ano passado, passando de R$ 11,4 bilhões para R$ 13,2 bilhões. Já as despesas subiram 4,8%.

Com isso, o resultado econômico registrado foi de R$ 6,3 bilhões no período, superávit 28,9% superior ao do ano passado, quando foi registrado ganho de R$ 4,9 bilhões.

A maior parte da receita vem da contribuição Pis/Pasep, que alcançou R$ 9,2 bilhões, número que representa um aumento de 24%. Já a maior fatia das despesas segue para o pagamento do seguro-desemprego, com dispêndio de R$ 6,6 bilhões no quadrimestre, o que representa um crescimento de 6%.