Conteúdo editorial apoiado por

Grupo Safras compra operações da paranaense Copagri

Aquisição da trading cria vertical agroindustrial e eleva receita total para R$ 7 bilhões por ano

Alexandre Inacio

Publicidade

O grupo mato-grossense Safras anunciou a compra da trading  paranaense Copagri Brasil. O valor do negócio não foi revelado, mas engloba as operações de originação, processamento e exportação de grãos da Copagri, incluindo uma planta de biodiesel em Cuiabá, com capacidade para processar 700 mil toneladas de soja.

A Copagri atua nos estados do Paraná, Santa Catarina, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso. Tem uma capacidade diária para processar 1,2 mil toneladas de soja e produzir 240 toneladas de óleo e 910 toneladas de farelo de soja.

A empresa paranaense encerrou 2022 com uma receita de R$ 2,3 bilhões. Para 2024, a expectativa da companhia é alcançar um faturamento de R$ 2,5 bilhões, com crescimento de 8,7%.

Com sede em Sorriso, o Grupo Safras iniciou sua operação como uma empresa de armazéns gerais. Em seguida, passou a produzir etanol de milho e ingredientes para nutrição animal, além de atuar na revenda de insumos.

A incorporação da Copagri cria uma vertical agroindustrial para o Safras e eleva a receita total do grupo para mais de R$ 7 bilhões. “Sabemos que os efeitos práticos serão sentidos mais para o próximo ano, mas algumas medidas já se mostraram bastante positivas”, disse o CEO da Safras Agroindustrial, Pedro Morais Filho.

Segundo o executivo, um dos atrativos na Copagri é a atuação no segmento de biocombustíveis, que será complementar à estrutura de etanol já existente e de onde são esperadas sinergias entre os negócios. “Pretendemos investir em novos armazéns e na planta de biodiesel”, afirma o CEO.