Conteúdo editorial apoiado por

Fabricio Bloisi: quem é o CEO do iFood que vai liderar a gigante de tecnologia Prosus

OLX, Tencent, Meituan, Delivery Hero e as brasileiras Sympla, Creditas e Kovi estão entre os investimentos da holding holandesa

Carla Carvalho

Fabricio Bloisi. (Foto: Reprodução Instragram/@fabriciobloisi)
Fabricio Bloisi. (Foto: Reprodução Instragram/@fabriciobloisi)

Publicidade

Fabricio Bloisi, fundador da Movile, deixa a presidência do iFood – que ocupava desde janeiro de 2020 – para liderar a holandesa Prosus, holding de investimentos em tecnologia do grupo Naspers. A Prosus, que tem valor de mercado perto de US$ 100 bilhões, é investidora da Movile desde 2015 e controla o iFood desde 2022.

Bloisi assumirá como CEO da Prosus a partir de primeiro de julho, quando comandará uma operação de mais de 100 empresas, prioritariamente em mercados emergentes. Entre os maiores investimentos da holding de tecnologia, estão as gigantes chinesas Tencent (dona do WeChat) e Meituan (food delivery), a OLX e a alemã Delivery Hero, entre outras. No Brasil, algumas startups das quais ela participa são Sympla, Creditas e Kovi, além do iFood – que hoje é o seu terceiro maior investimento.

A Movile foi criada por Fabricio no final da década de 1990 para investir em negócios voltados à tecnologia. Mas foi somente em 2013 que ela investiu no iFood – então com dois anos de existência – que, depois disso, cresceu até se tornar a maior plataforma de entregas da América Latina. 

Continua depois da publicidade

Baixe uma lista de 11 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Em entrevista logo após seu anúncio como CEO da Prosus e Naspers, Bloisi declarou-se orgulhoso pelo sucesso do iFood, atribuindo o êxito à dedicação da equipe e aos investimentos disciplinados em inovação.

“Essa combinação está no meu DNA, e estou animado para trazê-la para o meu novo papel como CEO da Prosus e Naspers”, disse.

Continua depois da publicidade

Atualmente, a Prosus tem foco em cinco áreas: delivery de alimentos, anúncios, educação, fintechs e capital de risco. Fabricio permanecerá como acionista do iFood e presidente do Conselho, e Diego Barreto assumirá como presidente executivo.

Quem é Fabricio Bloisi?

Fabricio Bloisi Rocha nasceu em 1977 em Salvador, Bahia. 

Seu sonho de criar uma empresa de tecnologia o fez mudar para São Paulo aos 17 anos, para cursar Ciências da Computação na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Recém-formado, criou a Movile com mais um sócio, cuja ideia nasceu de uma startup incubada no Cietec, polo de desenvolvimento de alta tecnologia, em Campinas.

Continua depois da publicidade

Com o avanço da telefonia móvel, Fabricio enxergou uma oportunidade de crescimento rápido para a Movile. Isso porque acreditava em uma mudança na dinâmica dos negócios com cada vez mais pessoas utilizando o celular – o que, de fato, aconteceu.

Em pouco tempo, a Movile se tornou referência em mobile commerce na América Latina, e expandiu a sua atividade para seis países. Enquanto isso, Fabricio se especializou fazendo um mestrado de Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas (FVG) com foco em modelos e estratégias de crescimento para startups, e também fez cursos nas universidades de Harvard e Stanford.

Em 2008, o iFood recebeu o primeiro aporte de capital da Movile, que já era controlada pela Prosus. Desde então, o grupo holandês continuou investindo no negócio até adquirir os 33,3% remanescentes do iFood em 2022, que pertenciam ao sócio minoritário Just Eat Takeway.

Continua depois da publicidade

Fundação 1Bi

Forte incentivador da educação constante, Fabricio é presidente da Fundação 1Bi, criada em 2018 com o objetivo de fomentar o aprendizado da tecnologia digital entre jovens em situação de vulnerabilidade.

Em março de 2023, o então CEO do iFood foi nomeado porta-voz do ODS4 – Educação de Qualidade do Pacto Global da Onu. Em suas declarações, Fabricio costuma afirmar que as empresas serão medidas pelos impactos positivos que trouxerem à sociedade.

“Tenho uma visão indiscutível de que o único caminho de mudança sustentável no desenvolvimento econômico e social é por meio da educação de muita gente. É importante que os CEOs falem disso”, diz.

Baixe uma lista de 11 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos