Blog InfoMoney

Startups e Fintechs

Em blogs / negocios-e-carreira / startups-e-fintechs

O ano dos Chatbots nas Fintechs

O ano de 2017 iniciou quente no setor de tecnologia, sobretudo nos serviços baseados em Inteligência Artificial paras as Fintechs: startups de serviços financeiros.

Apple_Morumbi_04
(InfoMoney/Juliana Américo)

Muitas Fintechs já utilizavam inteligência artificial em seus diversos processos de negócios, seja na abertura de conta, avaliação de crédito e risco, controle de fraudes e estratégia para oferecer serviços personalizados e direcionados aos seus clientes. Agora, a inteligência artificial inicia a revolução e a diferenciação levando os próprios serviços transacionais para dentro de ambiente de chat como no Facebook, MyPush, Skype, Telegram e outros. É o ano dos chatbots nas Fintechs e em todo o mercado financeiro e está só começando.

As Fintechs possuem um modelo de negócio focado em atender seus clientes via canais digitais e buscam se diferenciar dos bancos, corretoras e dos tradicionais serviços financeiros com a prestação de melhores serviços com preços mais justos aos consumidores, causando assim uma disrupção no setor. Nesta linha de diferenciação, as Fintechs têm investido massivamente na implementação de serviços automatizados de atendimento e operacionais via chat, os conhecidos chatbots (chat + bot). Esta tendência ganha força, pois simplifica o processo. No lugar do usuário ser obrigado a baixar algum aplicativo, então ele pode consumir serviços de suas organizações e empresas diretamente do ambiente em que se encontra. Esta é uma tendência intitulada de People First, onde os serviços são levados para o ambiente do usuário.

Fora do Brasil já há centenas de iniciativas implementadas e milhares de outras em andamento. Em Londres, a fintech TransferWise criou um bot do seu serviço de transferência de dinheiro no Facebook Messenger. Já a fintech Plum, também baseada em Londres, tem o objetivo de ajudar seus usuários a poupar pequenas quantias de dinheiro automaticamente, assim desenvolveu todo o seu serviço em torno de um Chatbot no Facebook Messenger. A Plum se conecta em sua conta bancária, aprende sobre seus hábitos e passa a poupar pequenas quantias de dinheiro, atuando no conceito de micro saving money. Outra iniciativa é o MeetCleo, também disponível no Facebook Messenger, que permite aos seus usuários gerenciarem melhor seu dinheiro, evitando as intermináveis planilhas de gastos e recebimentos no fim do mês. Quer saber o quanto você gastou de Uber no mês? Pergunte à sua assistente financeira virtual Cleo.

Aqui no Brasil, as Fintechs estão ganhando terreno e conquistando muito espaço junto aos consumidores. Há uma cultura difundida, hora com razão e outra hora sem razão, de que os bancos estão focados na sua obtenção de lucros e não em seus clientes. Isto por si só abriu um enorme caminho para as Fintechs se desenvolverem em solo brasileiro. Foi nesta linha que as corretoras de investimentos como XP Investimentos, Easynvest, Guide Investimentos e Rico abocanharam milhares de clientes dos tradicionais bancos brasileiros. O assunto é relativamente novo como também as tecnologias disponíveis. Importantes players de tecnologia estão investindo pesado no desenvolvimento de tecnologias de base como a IBM, Microsoft, Google, Amazon, dentre outras. No Brasil, Microsoft e Cedro Technologies se uniram para implementar serviços cognitivos no mercado financeiro, dentre eles os Chatbots.

De tudo que eu tenho visto, o ano de 2017 será o ano do mercado financeiro brasileiro apostar em inteligência virtual na conversação (chat) com os seus clientes. Esta tendência se inicia agora em 2017, mas crescerá fortemente pelos próximos dois anos. Quais são as iniciativas já existentes?

OiWarren: Fintech brasileira de investimentos. Por meio de um robô, os usuários podem interagir com o Warren sobre seus objetivos financeiros. A fintechs investiu em uma solução para permitir que os usuários se sintam muito à vontade em conversar sobre suas finanças pessoais.

Banco Original: Um dos bancos brasileiros que mais investem no meio digital, lançou uma série de serviços dentro do Facebook Messenger para ajudar, por exemplo, seus clientes a abrirem suas contas.

Kiik: Plataforma de pagamentos lançou o seu primeiro bot no Telegram sob o nome de @kiikbot. O Kiik promete facilitar a transferência e pagamentos entre usuários e estabelecimentos.

Além destes, há diversas outras iniciativas em andamento no segmento financeiro, dentre elas o Banco do Brasil e Banco BMG já anunciaram que em breve lançarão suas soluções.

Quer entender mais sobre Chatbot e se aprofundar no assunto? Assista ao webinar exclusivo que a Cedro está promovendo com a Microsoft. Inscreva-se por aqui e marque na agenda: 8 de março, às 14h.

Contato: @leoreis no app MyPush ou pelo e-mail leonardo.reis@cedrotech.com

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

 

perfil do autor

Leonardo Reis

É cientista da computação e sócio-fundador da Cedro Technologies, que ajuda centenas de startups e fintechs na implementação de serviços de tecnologia.

Contato