O On-demand chegou também para os seguros

Por que pagar o seguro de um item que você só usa quando viaja, por exemplo? Entenda como o seguro on-demand está transformando o setor

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre
Empresário e o capital de giro: atenção para o efeito tesoura

Com o slogan “seguros sob demanda para as coisas que você ama”, a startup TROV, sediada em São Francisco na Califórnia, está revolucionando a contratação de seguros de itens como notebooks, bikes, smartphones, máquinas fotográficas e instrumentos musicais.

Através da plataforma o cliente pode incluir os itens que quer segurar pelo período que desejar e excluir quando quiser. Por que pagar um seguro da sua máquina fotográfica por um ano se você a expõe a risco somente quando viaja? Atuando na Austrália com a Suncorp Insurance e AXA na Inglaterra, a empresa deve iniciar juntamente com a Munich RE as operações nos Estados Unidos em 2017.

Seguro On-demand: como funciona?

Esse é apenas um exemplo de uma série de iniciativas que corretoras, seguradoras e empresas de tecnologia estão tendo no chamado seguro on-demand. O fundamento principal de todas essas empresas está em disponibilizar cobertura de seguros por períodos de tempo mais curto do que as tradicionais apólices anuais permitindo assim que o cliente escolha por quanto tempo deseja segurar o bem.

PUBLICIDADE

Na Inglaterra as empresas Cuvva e Covered On Demand oferecem seguros para veículos por horas e dias. A primeira oferece seguro para veículos compartilhados pelo período de locação e a segunda para pessoas que estão aprendendo a dirigir acompanhados por instrutores. Nos 2 casos todo o processo de contratação e eventual aviso de sinistro é feito diretamente no aplicativo das empresas no smartphone do segurado.

Com o advento do compartilhamento de carros, bikes e imóveis, a indústria de seguros vem se moldando a esses novos modelos de consumo e oferecendo proteção tanto para os proprietários como para os locatários. A Slice já oferece proteção para os donos de imóveis no Airbnb. Segundo reportagem da Forbes, o custo para proteger totalmente um imóvel de 2 milhões de dólares fica entre 4 e 7 dólares por noite.

Apoiados em User Experience, Tecnologia e Data base essa nova forma de distribuição de seguros atua com baixíssimo custo. Até o atendimento na maioria dos casos é feito pelos chatbots como o Robo-Broker, por exemplo, da Sure que tem parceria com a Chubb, Nationwide e outras seguradoras para seguros viagem, seguro pet, smartphones e de imóveis. Novamente a contratação é feita somente pelo celular em poucas etapas.

Seguro On-demand no Brasil

Aqui no Brasil, a corretora de seguros bemseguro.com.vc oferece através do MyPush app seguro viagem da Porto Seguro nos principais aeroportos por geolocalização. Quem segue a corretora no aplicativo desenvolvido pela Cedro Technologies é alertado por push notification quando chega ao aeroporto para contratar o seguro diretamente no smartphone. Pode cotar e pagar o seguro na hora, inclusive no cartão de crédito.

No mundo inteiro os avanços tecnológicos vêm permitindo a criação de negócios inovadores que buscam facilitar os processos de interação com o consumidor e é necessário que os órgãos reguladores acompanhem a velocidade dessas mudanças para não criarem um entrave à evolução natural dos negócios.

Colaborador:

PUBLICIDADE

Paulo Ribas – Head de Soluções Mobile na Cedro Technologies
@pauloribas no MyPush app

Leonardo Reis