Blog InfoMoney

Lições de valor

Em blogs / investimentos / licoes-de-valor

Você paga de tarifas mais de um salário mínimo, para seu Banco?

Saiba como reverter essa situação...

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

porcentagem juros taxas
(Shutterstock)

 

Um erro comum no orçamento mensal é ignorar os pequenos gastos. Já fez as contas de quanto você gasta em tarifas bancária? Sabia que você pode estar pagando R$200, R$400, R$900, 1200 ou mais por ano em um serviço que sequer utiliza totalmente havendo opções mais baratas ou gratuitas? Pagar por um serviço bancário que você não utiliza, é um dinheiro que pode muito bem ser usado em coisas mais interessantes para você! Em alguns casos, é possível gastar menos, sem precisar trocar de banco. É possível escapar dessas taxas, algumas são de serviços que usamos bastante, mas outros, nem tanto. O Banco Central, que é o órgão do governo que regula todos os bancos, tem uma resolução sobre um tipo de conta chamada de ”Serviços Essenciais” para pessoas físicas (Resolução 3.919), que não tem tarifa, ou seja, o consumidor não paga nada por ela. Todo banco tem a obrigação de oferecer este serviço, esse tipo de pacote resolve a vida de muita gente e não custa nada, que conta com as seguintes facilidades:

 - Fornecimento de cartão com função débito;

- Até quatro Saques, por mês;

- Até duas Transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês;

- Fornecimento de até dois extratos, por mês;

- Consultas pela internet;

- Fornecimento de até 10 folhas de cheques por mês.

 

Outra forma de não pagar tarifas à toa é solicitar uma conta-salário. Esse formato é interessante para quem recebe salário em um banco, mas está acostumado ou prefere manter conta em outra instituição. Você pode sacar o dinheiro no caixa ou terminal eletrônico, ou ainda transferir todo o salário de uma vez para outro banco, por meio de TED ou DOC. Porém, esse formato de conta tem limitações bem claras. A conta-salário serve exclusivamente para receber os valores pagos pelo empregador. Ela não pode ser usada para realizar depósitos, pagar contas, nem para emitir cheques. Também não pode ser conjunta com outra pessoa. Além disso, os bancos limitam a quantidade de saques a quatro ou cinco por mês sem cobrança de tarifa. No caso do TED ou DOC, só é possível fazer uma operação gratuita por mês.

 

Você ainda paga anuidade de cartão de crédito? Pagava! Nos últimos anos os cartões de crédito se tornaram um dos principais meios de pagamento para os brasileiros. Além da praticidade, ele é uma excelente forma de acumular milhas para emitir passagens aéreas. O que muitas pessoas não sabem é que na grande maioria dos casos é possível conseguir a isenção dessa anuidade ou pelo menos um grande desconto. Para isso entre em contato com a central de atendimento de seu cartão de credito é possível solicitar a isenção da anuidade, levando em considerações seus gastos mensais, seu bom tempo de relacionamento com o banco. Durante a negociação, alguns cartões oferecem descontos na anuidade usando seus pontos de fidelidade. Analise bem, em alguns casos isso não costuma ser um bom negócio! Saiba que se alguma parcela da unidade já foi cobrada ela pode ser estornada. Insista pelo estorno. Caso o atendente não conceda a isenção e esteja irredutível, peça para falar com o supervisor. Ao final da negociação, é difícil que não tenha conseguido a isenção, mas caso a resposta seja negativa e você tem três opções. Dizer que vai pensar e tentar no dia seguinte, muito provavelmente com outro atendente.   Caso goste do cartão e não queira cancelá-lo, quando o atendente questionar se deseja mesmo cancelar seu cartão, você responde, que aceita manter o cartão com desconto de 75% e cancelar o cartão. Tome essa decisão se já tem outra opção isenta de anuidade ou não faz tanta questão desse cartão. Essa deve ser uma decisão racional. Não se apegue ao cartão, ao contrário do que o marketing quer atribuir, não o veja como uma fonte de status ou diferenciação, é apenas uma forma de pagamento e uma ferramenta para acumular milhas! Há no mercado diversos cartões e vários emissores oferecem cartões sem anuidade, o mais conhecidos são Nubank Gold e Platinum, Cartão Magazine Luiza cliente Ouro, Cartão Banco BMG Mastercard para aposentado, pensionista e servidores públicos, Cartões da Cetelem Submarino, Shoptime e Americanas, Santander Free Mastercard ou VISA, Digio VISA do Banco CBSS, Cartão Mastercard do Banco Inter, Credicard Zero do Banco Itaú, Cartão Petrobras VISA do Banco do Brasil, Saraiva Ourocard VISA BB, o Cartão Hipercard e o Santander Free.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

 

perfil do autor

InfoMoney Blogs

André Santos

Graduado em Administração Financeira, pós-graduado pela FGV em Gestão Empresarial, especialista em investimentos pela ANBIMA, consultor, palestrante, educador e terapeuta financeiro pela DSOP e associado a ABEFIN (Associação Brasileira de Educadores Financeiros). andre.santos@DSOP.com.br

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Lições de valor

Contato