Em negocios / como-vender-mais

Black Friday: Google estima que data deve movimentar R$ 2,2 bilhões em vendas

Google fez um raio X da Black Friday que acontece no dia 24 de novembro 

Google
(Giovanna Sutto)

SÃO PAULO - A Black Friday deste ano vai acontecer no dia 24 de novembro, e embora ainda faltem 3 meses para o evento empresas de todos os segmentos já devem começar a se preparar. É o que afirma Carol Rocha, gerente de insights de Pequenas e Médias Empresas (PMEs) do Google, em evento sobre a Black Friday realizado nesta terça-feira (22) . A expectativa do Google é de a data gere um faturamento de R$ 2,2 bilhões, mesmo em um cenário político conturbado e com a economia instável. 

As vendas da edição de 2017 devem aumentar entre 15% e 20% em relação ao ano passado, quando a Black Friday teve um faturamento de R$ 1.9 bilhão, 17% a mais do que em 2015. 

A gigante das buscas fez uma pesquisa com 905 consumidores que mostrou tendências para a Black Friday deste ano. A data que antes era praticamente exclusiva de varejistas, hoje vem se expandindo e cada vez mais segmentos de negócios aderem ao evento para lançar promoções, atrais clientes e gerar mais receita.

O estudo do Google mostrou que 68% dos entrevistados pretendem comprar alguma coisa na Black Friday deste ano (ante 61% no ano passado). Desse total, 33% afirmou que "com certeza" fará compras.

Segundo o Google, os fatores mais considerados na hora da decisão de compra são: preço (49%), confiança na loja (27%), confiança na marca (13%) e custo do frete (5%).

Outro dado apresentado foi que entre as PMEs o crescimento de visitas nos sites na quinta-feira que antecede a Black Friday foi de 140% em 2016, enquanto na própria sexta-feira foi de 161%. Segundo Rocha, o dado mostra que a Black Friday passou a ser um período que inclui não apenas a sexta-feira que leva o nome do evento, mas também os dias que a antecedem e os que vem depois. Segundo o estudo, 21% das compras da Black Friday ocorreram antes ou depois da sexta-feira.  

Pagamento

De acordo com a pesquisa, dinheiro ou cartão de crédito são as formas de pagamento prediletas para a data: 48% parcela no cartão de crédito, 13% paga à vista no cartão de crédito e 14% paga em dinheiro.

Considerando os diferentes tipos de desconto, o desconto à vista ou para pagamento no boleto são os que mais atraem as pessoas para as compras na data (34%). Descontos para compras acima de um determinado valor chamam a atenção de 22% dos entrevistados.

Perfis de consumidores

A pesquisa identificou ainda 5 tipos de perfis de consumidores para auxiliar as empresas a direcionarem seus esforços para o melhor público possível.

Os descrentes, que são desconfiados com relação aos descontos oferecidos e precisam de confirmação sobre o preço; os inseguros que ficam confusos com excesso de opções e ofertas e normalmente tem suas decisões influenciadas por terceiros; os participativos que são interessados no que seus amigos e colegas estão comprando e estão atualizados com todas as informações possíveis; os empolgados que não sabem o que querem até ver, e compram por impulso; e os apaixonados que já são fiéis a data e procuram experiência na hora da compra.

Produtos mais buscados durante o evento

Confira quais produtos apresentam o maior aumento na procura durante a Black Friday em comparação a outras sextas-feiras do ano:

1. Chromecast e Capsulas de Café: 213%

2. Fraldas e Colchões: 183%

3. Wiskys: 166%

4. Powerbank:159%

5. Pneus: 155%

6. Carrinhos de bebê: 106%

7. Motos: 105%

8. Passagens aéreas: 97%

9. Estojo de maquiagem: 71%

10. Instrumentos musicais: 65%

Contato