Por Júlia Miozzo Em minhas-financas / planeje-suas-financas  26 abr, 2016 13h39

Especialistas listam os melhores aplicativos de finanças pessoais

Recomendados por educadores financeiros, eles lhe ajudarão a entender melhor seus gastos e a saber onde economizar

Por Júlia Miozzo Em minhas-financas / planeje-suas-financas  26 abr, 2016 13h39

SÃO PAULO – Em momentos de crise, a necessidade de reorganizar as finanças e cortar alguns gastos é ainda maior. É preciso criar um orçamento detalhado, priorizar suas dívidas, criar uma reserva de dinheiro. Mas apesar de necessário, essa tarefa pode ser um pouco complicada para as pessoas que não têm tempo de registrar manualmente seus gastos e analisar todo o orçamento.

Com a popularização dos smartphones, os apps que ajudam a controlar o orçamento também ficaram mais comuns e podem ser grandes aliados das suas finanças. Pensando nisso, o InfoMoney conversou com três educadores financeiros para descobrir quais são os melhores aplicativos financeiros para acompanhar seu orçamento e investimentos.

1. GuiaBolso

“Essa é a melhor opção para os preguiçosos”, explicou Cintia Senna, educadora financeira da DSOP. Isso porque o app é capaz de puxar dados como o seu extrato bancário, o que permite que ele registre automaticamente seus gastos no cartão de débito e até no cartão de crédito – assim, só seria preciso registrar os gastos feitos em dinheiro vivo.

Com base nesses dados de gastos, ele os divide em categorias e aponta aonde você está gastando mais o seu dinheiro. Também é possível criar metas de gastos para cada categoria para que o aplicativo lembre-lhe do quanto ainda pode gastar.

2. Minhas Economias

Nesse aplicativo é possível cadastrar diversas contas, fazer o controle do cartão de crédito separadamente, programar pagamentos e alertas, etc. “Para quem tem ganhos variáveis, esse é o melhor aplicativo. Ele também permite a divisão de gastos em categorias, mas o seu grande diferencial é poder exportar planilhas de Excel e continuar um planejamento financeiro anterior”, explicou Cintia.

Diferentemente do GuiaBolso, neste app os usuários devem cadastrar seus gastos manualmente. A educadora financeira Alessandra Coser, do Money Camp, também utiliza e recomenda o Minhas Economias.

3. Mobills
Ele possui as mesmas funcionalidades dos outros dois aplicativos: registro de despesas e receitas, limites de despesa, categorias, etc. A diferença é que, para ter acesso a funcionalidades específicas, é preciso fazer a assinatura do aplicativo, “o que é uma desvantagem” para Cintia.

Gratuitamente, ele faz comparativos anuais e mensais de gastos, indicando em que categoria o usuário gastou mais.

4. Organizze
O Organizze é a recomendação de Alessandra principalmente por permitir a reconciliação bancária de contas nas principais instituições bancárias do país, tudo através do próprio app.

Ele trabalha com metas mensais de gastos e orçamento, que podem sempre ser alteradas, e com lançamentos manuais da conta corrente e cartão de crédito. Ao final do mês, são criados automaticamente relatórios e gráficos com as informações de gastos.

5. Renda Fixa
Através do aplicativo, é possível consultar e pesquisar investimentos em renda fixa em diversas corretoras, comparando-os até encontrar o que você acredita ser melhor. “Ele separa os investimentos por categoria, permite que você filtre por diversos critérios. É uma boa opção para quem pensa em fazer um investimento”, explicou o educador financeiro André Massaro.

Planejamento Financeiro planilha calculadora
(Shutterstock)

Contato