Especial Consumo

Proteste avalia dez colchões, mas apenas dois são considerados bons para uso

A Proteste analisou resistência, dimensão e pureza da espuma e concluiu que cinco marcas utilizam retalhos de espuma
Por Juliana Américo Lourenço da Silva  
a a a

SÃO PAULO – Entre dez marcas de colchões testadas, oito foram reprovadas por apresentar densidade menor do que a indicada na embalagem. O teste realizado pela Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor revelou que apenas os colchões das marcas Ortobom e American Flex estão adequados para o uso.

Foram usados no teste dez colchões de casal de D33 (densidade 33) para saber se eles estavam de acordo com suas respectivas etiquetas, avaliando resistência, dimensão e pureza. Na avaliação, os produtos da Paropas, Gazin e Botafogo foram eliminados pois apresentaram densidades muito baixas. Confira na tabela:

Teste dos Colchões D33
Marca Preço Densidade Real Avaliação
Fonte: Proteste
American Flex De R$ 590 à R$ 850 33 Aceitavel
Ortobom De R$ 453,69 à R$ 788 30 Bom
Sonobello De R$ 500 à R$ 689 28 Não vale a pena comprar
Orthocrin De R$ 520 à R$ 780,90 28 Não vale a pena comprar
Probel De R$ 460 à R$ 715 24 Não vale a pena comprar
Manes De R$ 465 à R$ 699 24 Não vale a pena comprar
Castor De R$ 470 à R$ 749 22 Não vale a pena comprar
Paropas De R$ 459 à R$ 539,90 18 Eliminado
Gazin De R$ 399 à R$ 639 17 Eliminado
Botafogo De R$ 482 à R$ 618 16 Eliminado

Outros problemas
Os colchões de espuma, segundo a Proteste, não podem ser feitos de vários pedaços ou retalhos colados junto, ele deve ser um único pedaço de espuma. As marcas Orthocrin, Manes, Botafogo, Probel e Ortobom apresentaram problemas por ter produtos feitos de retalhos de espuma. Quanto à resistência, o Sonobello foi o com melhor desempenho, enquanto o Paropas teve o pior resultado.

Outra especificação que foi avaliada foi a pureza da espuma. Algumas empresas adicionam substâncias na espuma para gerar um falso aumento do material e da densidade do colchão. Neste caso, a Botafogo e Orthocrin foram as marcas com pior resultado, enquanto a Probel e Castor as mais bem avaliadas.

Cuidados
A Associação lembra que não é comprovado que colchões com magnetismo, raios infravermelhos longos, terapia quântica e vibroterapia tenham propriedades terapêuticas e de alivio da dor. Por isso o consumidor deve procurar um produto adequado para o seu peso e altura.

Deixe seu comentário