Prévia do PIB sugere retomada do ritmo de crescimento do Brasil

Economistas esperam que número mostre ligeira aceleração 3º trimestre, embora ainda não seja suficiente para "salvar" economia em 2012
Por Paula Barra  
a a a

SÃO PAULO - A economia brasileira cresceu mais do que o esperado no mês de junho, marcando um período de retomada mais evidente da atividade econômica. Com isso, a LCA Consultores e Bradesco sugerem que o PIB (Produto Interno Bruto) do País registre avanço de 0,4% no segundo trimestre, que será divulgado no último dia de agosto.

O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), considerado uma prévia do PIB interno, registou a maior alta em relação ao mês anterior no período de 15 meses, depois de subir 0,75% em junho. Apesar do bom resultado, os economistas da LCA não estimam que a economia brasileira apresente uma aceleração efetiva para um ritmo muito superior ao potencial, uma vez que a demanda externa, ao menos nesse trimestre, deverá seguir contendo a atividade fabril. 

Essa expansão da economia ainda não foi suficiente para "salvar" o trimestre, apontam economistas, mas deve contribuir para o avanço no terceiro trimestre do PIB, aliado a aceleração da demanda interna e em maior parte aos segmentos industriais com estoque ajustados. 

Para eles, é bastante provável que a diferença entre o PIB efetivo e o potencial continue em terreno negativo até pelo menos 2013, mesmo com a expectativa de que a economia cresça 4,3% no ano que vem. Para este ano, eles reiteram a expectativa de crescimento do produto em apenas 1,7%.

Deixe seu comentário