Em mercados / acoes-e-indices

Maior investidor pessoa física da bolsa aproveita dia de pânico no mercado para comprar ações

Vendo a histeria do mercado como oportunidade, o megainvestidor Luis Barsi contou que voltou a comprar ações ONs da Vale; a ordem saiu perto dos R$ 25,00 - bem próximo à mínima atingida ontem

SÃO PAULO - Enquanto muitos corriam para zerar suas posições e sair do mercado após "bomba" atingir o governo de Michel Temer, um grande investidor brasileiro aproveitou para comprar ações.

Luis Barsi, o maior investidor pessoa física da bolsa, contou que viu na histeria do mercado uma oportunidade para comprar a ações que considera boas a um preço barato. Uma dessas apostas foi a ação ON da Vale (VALE3), que já teve um peso relevante na sua carteira (no ano passado, ele viu o ativo subir mais de 150% em seu portfólio, veja aqui), mas que já não parecia tão "atrativa".

Em meio à derrocada do mercado já na abertura, Barsi colocou uma ordem de compra no ativo bem perto dos R$ 25,00 - mínima do dia. Só para lembrar, as ações ONs da Vale abriram em queda de 7%, mas fecharam praticamente estáveis (+0,07%), a R$ 26,86.

"O dia foi excelente para comprar boas ações, cujo horizonte indica melhora. Eu já deixei de optar pela Vale, mas com os projetos que estão por vir e a um preço de R$ 25,00 acho que foi um bom negócio. Voltei a comprar as ações", disse o megainvestidor em conversa com Tiago Reis, fundador da Suno Research. O bate-papo foi transmitido ao vivo ontem pela página no Facebook da casa de research (veja aqui).   

Além da Vale, ele contou que viu com bons olhos, em meio à forte queda, as ações da BB Seguridade (BBSE3) e CSN (CSNA3). Ontem, esses papéis caíram 10,22% e 13,90%, mas atingiram nas mínimas dos dias desvalorizações de 15,37% e 14,84%,respectivamente.

Nos primeiros minutos da conversa, Reis, que vinha reticente com a alta do mercado brasileiro, comentou um dos famosos pensamentos de Warren Buffett, considerado o oráculo de Omaha: "Você deve ser ganancioso quando os outros estão com medo e ter medo quando estão gananciosos". 

Embora muita incerteza ainda paire no mercado, muitos ativos conseguiram se distanciar das mínimas do dia - atingidas em sua maioria - nos primeiros minutos de negociação da bolsa na última quinta-feira. Uma das recuperações mais significativas foi da ação da Cemig, que desabou 41,66% na abertura da sessão, mas fechou em queda de 20,43%, a R$ 7,01. A grande questão é quem teve estômago para colocar uma ordem de compra em meio a todo aquele pânico. 

Veja abaixo o trecho do vídeo em que Barsi fala sobre as ações da Vale:

 

Contato