Stock Pickers

Light: como a “desestatização” da gestão pode fazer a empresa subir 50%

Gestor da HIX analisa como a geradora e distribuidora pode ganhar com a nova gestão.

arrow_forwardMais sobre

No Coffee & Stocks desta terça-feira conversamos com o Rodrigo Heilberg, da HIX Capital, sobre a Light (LIGT3). O gestor explicou como o processo de turnaround que a elétrica vem passando, baseado principalmente em mudanças no controle acionário e na gestão, vem fazendo a companhia muito mais eficiente, o que pode se refletir em ganhos para o papel de 50% a 70%. Abaixo, os principais pontos da conversa. 

Os três problemas da Light

A Light tinha três problemas fundamentais que nos afastavam dela:

  • Área de concessão de distribuição: muito exposta a perdas, com ação do tráfico e milícias. A Light está na região metropolitana do Rio de Janeiro e no interior do Estado, na região do Vale do Paraíba.
  • Cultura de estatal: a companhia tinha uma estrutura extremamente hierarquizada e engessada, o que a tornava ineficiente. A gestão era sub-ótima.
  • Dívidas: a companhia operava muito alavancada.

Mudanças de cima para baixo

A decisão da Cemig de deixar a empresa, tomada em 2017, possibilitou um profundo processo de turnaround, ainda em andamento. As mudanças começam pelo grupo de controle da empresa. Com a chegada de Ronaldo Cézar Coelho, dono de mais de 20% das ações, a empresa faz mudanças no comando, trazendo Firmino Sampaio para o Conselho de Administração. Sampaio é um dos responsáveis pela performance da Equatorial, uma das mais queridas na Faria Lima e Leblon. Ele trouxe consigo Nonato Castro, que se tornou CEO da companhia. 

Oferta de ações e upside

O problema da alavancagem vem sendo resolvido desde o follow-on que a companhia fez em janeiro, dando fôlego para futuros investimentos. 

Resumindo o case, o investimento da HIX em LIGT3 é uma tese de turnaround, baseado na formação de uma equipe competente pronta para tornar a empresa mais eficiente e lucrativa. A Light representa hoje cerca de 10% da carteira da HIX, que espera um upside entre 50% e 70%. LIGT3 fechou ontem a R$ 21,12, 5,6% acima do valor do follow-on.

Deixe seu e-mail e receba a nossa newsletter toda semana!
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.