Stock Picking

“Eu não sabia o que era CDI e quando vi estava fazendo um MBA de ações”

A fisioterapeuta Simara Tregnago mudou de vida há dois anos e passou a gerir sua própria carteira de investimentos, que rendeu 6 vezes o CDI no ano passado

Por  MoneyLab -

Simara Pavan Tregnago mora no interior do Rio Grande do Sul, em uma cidade conhecida por seus vinhos, Bento Gonçalves. É fisioterapeuta, ciclista, tem uma filha de 6 anos, seu marido é médico. Em dois anos, ela mudou tanto sua vida que o resumo pode ser este: Simara saiu de um patamar em que nem sabia o que era CDI para o status de gestora da sua própria carteira com ganho de 6 vezes o CDI.

Ela iniciou seus estudos quando um amigo a desafiou a começar a investir pela corretora XP. Foi então que descobriu o que era CDI e não acreditou quando entendeu o que significava seu marido ganhar nos investimentos da família, que estavam no banco, apenas 89% do CDI.

Simara então passou a estudar por conta própria, se apaixonou pelo mercado de ações e logo descobriu o MBA em Ações & Stock Picking.

“De repente o MBA me abriu todas as portas do mundo”, diz. “Os meus colegas de curso eram mais sabidos. Eu nem sabia o que era excel, mas o professor me ajudou tanto que agora eu tenho minha própria planilha, meus caminhos”.

Mas mesmos os mais experientes se surpreendem com o curso. Um deles é o colega Silas Marinho, do Clube Marinho Capital. Marinho tem MBA em Finanças pela FGV e é consultor de toda a parte financeira para os projetos de sondagem marítima da Petrobras. Mesmo com tanto conhecimento, ele também fez o MBA Stock Picking.

“O que me surpreendeu no curso foi a parte de contabilidade. Uma faculdade de 4 anos de contabilidade foi compilada em uma apostila muito boa de 80 páginas. Na apostila tem o que é fundamental para fazer a análise de balanço. Ela é muito rica para entender todas as linhas do balanço e os detalhes importantes para se fazer boa uma análise”, diz Marinho.

“São dez anos em um. A quantidade e a densidade de conhecimento são muito grandes. Alto nível técnico. Ao mesmo tempo, o MBA é recomendado tanto para quem está começando quanto para quem já tem conhecimento, porque ajuda a entender no que é importante estar focado”, resume.

Mas quando você tem pouco conhecimento, o caminho é estudar muito. Foi o que Simara fez. Ela não perdeu uma aula, mandava mensagens aos professores sobre suas dúvidas, seguia as lives, conversava com os colega. Imprimiu todas as apostilas para poder ler, reler e rabiscar. Acordava às 5 da manhã para estudar no silêncio, antes de sua filha levantar.

O resultado pôde ser visto no ano passado quando ela conseguiu um retorno para o patrimônio da família de 12%. “É ainda pouco, mas para quem está começando é incrível”, conta Simara.

Mas ela confessa alguns pecadilhos. Um deles foi comprar Cogna. “Eu tenho vergonha de contar isso. Mas a verdade é que comprei Cogna sem saber nada, só porque li no Twitter”. Ela comprou Cogna a 9 reais, em pouco tempo chegou a 3 reais. Outro pecadilho, que é mais um carinho do que pecado, é nunca tirar da sua carteira as ações da Petrobras. “Esse é o meu investimento de viés pessoal. Não tem jeito. Mas tenho carinho pela empresa, que é uma coisa muito Brasil e ainda depois de tudo o que passou com as investigações de corrupção. Então essa não sai da minha carteira”.

O envolvimento de Simara no mundo dos investimentos já teve seus efeitos colaterais na família. Júlia, sua filha de 6 anos, outro dia perguntou como estavam as ações da Weg, que estão na sua carterinha.

Mas Júlia sonha mesmo em ir para Disney, ou melhor explicando, em ter ações da Disney. É o mundo se abrindo em Bento Gonçalves.

E você? Em que setor você está? Se o que falta para ser um analista é apenas o conhecimento financeiro, isso se resolve com o MBA da Stock Pickers. Matricule-se. As inscrições estão abertas e com preço promocional só até esta quarta-feira (07).

Compartilhe