Coffee & Stocks

A “última pernada” que não veio e a estratégia da RPS para o atual ciclo econômico

Paolo Di Sora, gestor da RPS Capital, trouxe quais os principais temas de investimento que a gestora está colocando dinheiro

No Coffee & Stocks número 87 do Stock Pickers, Thiago Salomão conversou com Paolo Di Sora, gestor e fundador da RPS Capital, que tem R$ 3 bilhões sob gestão. Mais do que fazer uma análise completa sobre os ciclos de de expansões e retrações que as economias historicamente passam, Paolo compartilhou a receita que a RPS está praticando hoje para ganhar dinheiro no ciclo atual.

Se vai dar certo ou não, isso só o tempo dirá, mas compartilharei a seguir, os principais insights tirados do bate-papo.

Otimista com Brasil no início do ano, a RPS não entrou tão bem na crise, mas soube corrigir o percurso.

PUBLICIDADE

“Nosso diagnóstico no início do ano era que o mundo cresceria mais do que em 2019 e que, finalmente, seria a hora das commodities e dos países emergentes. Quando olhávamos para o Brasil, estávamos comprados na tese de que o país estava indo no caminho correto, com juros baixos, relação dívida bruta sobre o PIB melhorando e investimento privado crescendo”, conta.

Apesar de entender que o mundo já estava esgotando as possibilidades de expansão econômica antes da crise, Paolo ainda buscava aquela “última pernada” de bonança do ciclo. Cenário esse que não se concretizou, principalmente, devido ao “encontro das placas tectônicas” – como ele descreveu o efeito da pandemia nos mercados nesta excelente carta de 19 páginas enviada aos cotistas da gestora.

Na carta a gestora descreveu os quatro quadrantes de um ciclo econômico: i) período de bonança (injeção de liquidez alimentada pelos Bancos Centrais), ii) período duro a frente (inflação elevada), iii) bear market (recessão econômica) e, iv) re-inflação (início da expansão novamente).

“Agora temos um mundo com muita ociosidade, com BCs injetando liquidez nos mercados e estamos entrando em uma fase de expansão econômica. Esse é um dos quadrantes que você deveria estar investido. A recuperação será lenta, com juros baixos até que os BCs voltem novamente para enxugar a liquidez dos mercados”, disse o gestor ao Coffee & Stocks.

Quer receber a Newsletter do Stock Pickers? Preencha o campo abaixo com seu nome e seu melhor email

E foi estudando esses diferentes ciclos que hoje Paolo acredita em quatro temas de investimentos relevantes dentro da carteira da RPS:

Ativos reais > ouro

PUBLICIDADE

O melhor ouro para se carregar, na visão de Di Sora, são as empresas que geram caixa e repassam custos.

Aceleração da Digitalização Global

Empresas líderes nos setores de tecnologia e e-commerce estão saindo gigantes dessa crise. “É hora de ter as empresas campeãs desse novo normal”, disse o gestor.

Os vencedores ficam com tudo

“As grandes conseguem captar mais dinheiro do que as empresas menores, se capitalizando para atravessar com mais conforto o período de recessão que estamos vivendo e, em muitos casos, para promover uma onda de digitalização e consolidação em seus setores”, completou.

China vs EUA ou Guerra de titãs

“A briga entre China e EUA têm feito cada um deles reforçar suas fortalezas. A China, por exemplo, está importando aço dada a forte demanda e estímulos que o governo tem dado.

Em relação ao Brasil e após ter iniciado o ano bem otimista com a possibilidade do país estar no caminho certo, o gestor afirma que a situação fiscal é bastante delicada. Mas faz um adendo: “A boa notícia é que o Brasil sempre flerta com o precipício e nunca cai. Não me surpreenderia que tivesse alguma aprovação da reforma tributária”.

Confira tudo o que foi conversado no Coffee & Stocks de hoje clicando na imagem abaixo.

A saber: hoje às 17h no canal da RPS no YouTube, Paolo e todo o seu time farão uma apresentação sobre as principais teses de investimento da gestora. O mediador do painel será Samuel Ponsoni, apresentador do Outliers e especialista em fundos da XP Inc.

O Coffee & Stocks é transmitido todo dia útil ao vivo às 7:15 da manhã no Instagram do Stock Pickers. Ele é apresentado pelo idealizador do Stock Pickers, Thiago Salomão