Stock Pickers

A bolsa em novembro: gestores desarmam proteções e pessoas físicas realizam lucros

Enquanto isso, os gringos retornam com seus dólares

O mês de novembro termina nesta segunda-feira (30), mas já podemos dizer com certeza que três dinâmicas prevaleceram no mercado: os estrangeiros voltaram para a bolsa brasileira, os fundos estão desfazendo proteções para comprar, e as pessoas físicas estão realizando lucros.

É isso que mostram alguns gráficos que o Guilherme Chacon, da XP Investimentos, trouxe nesta segunda para o Coffee & Stocks.

Desde janeiro deste ano, o fluxo de dinheiro estrangeiro na Bolsa brasileira era negativo. Em outubro, ele ficou levemente positivo. Mas foi em novembro que os estrangeiros “acordaram”, trazendo US$ 29,5 bilhões para a B3. 

“Isso aconteceu por causa do fim das eleições americanas, do movimento de rotação das carteiras, de ações do ‘kit fica em casa’ para ações de valor”, diz Chacon. ”O índice brasileiro é composto basicamente por commodities e bancos [ações consideradas de valor], por isso deslanchou”, afirma. O gráfico aparece aos 5’31’’ do vídeo acima.

Quer receber a Newsletter do Stock Pickers? Preencha o campo abaixo com seu nome e seu melhor email

Newsletter Stock Pickers
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Chacon conta que também notou um movimento de desmontagem de proteções. “Nos derivativos é onde você mostra sua atenção. Ele [o derivativo] te dá tração conforme o movimento vai acontecendo na direção dele. Os fundos haviam montado essas proteções com medo de uma nova queda machucar seus cotistas. Agora o mercado começou a andar e quando o Ibovespa chegou aos 106 mil, os gestores começaram a olhar para a alta”, resume.

E as pessoas físicas? Essas, mais uma vez, mostraram um dos movimentos mais racionais do mercado. “As pessoas físicas parecem que estão mais conscientes. Antes, se via a pessoa física comprar na alta e vender na baixa. Dessa vez, fizeram o certo e venderam na alta”, diz Chacon.

Para assistir ao vídeo completo, é só clicar no play.

PUBLICIDADE