Novidade na política

Zezé di Camargo pode se filiar ao PSDB para ser suplente de senador, afirma colunista

Cantor pode entrar na chapa de Marconi Perillo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em busca de maior influência no campo político, o cantor sertanejo Zezé di Camargo estuda se filiar ao PSDB para ser suplente de senador na chapa do governador de Goiás, Marconi Perillo, segundo informa nesta sexta-feira (22) a coluna Radar Online, da Veja.

Em setembro, o cantor deu uma “palinha” sobre política em entrevista para a jornalista Leda Nagle: “Me considero um cara muito politizado. Já tive convite pra isso, já conversei com alguns políticos e eles ficam impressionados com meu conhecimento político. Quero ser politizado para exercer meu direito como cidadão e meu deveres”, afirmou Zezé.

Nesta mesma reportagem, o sertanejo gerou polêmica ao afirmar que não houve ditadura no Brasil: “lutamos muito pela democracia, mas eu fico com pena de como os nossos políticos usaram aquela liberdade que nós conquistamos, que era sair do militarismo. Muito gente confunde militarismo com ditadura, todo mundo fala ‘nós vivíamos numa ditadura’. Nós não vivíamos numa ditadura, nós vivíamos num militarismo vigiado”, disse para a repórter.

PUBLICIDADE