Ao vivo

Wilson Witzel é alvo de operação da Polícia Federal: entenda o caso e suas implicações

InfoMoney entrevista a analista política Débora Santos, da XP Investimentos, ao vivo a partir das 15h; mande suas perguntas

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta terça-feira (26), mandados de busca e apreensão para uma investigação que apura suspeitas de desvios de recursos e fraudes em processos de licitação para compra de equipamentos e insumos destinados ao combate à Covid-19 no Rio de Janeiro. Entre os alvos está o governador Wilson Witzel (PSC), que acusou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de interferir na corporação e negou irregularidades.

O inquérito, sob a relatoria do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), apura suspeitas de que uma organização social contratada para fornecer o material necessário para o funcionamento de hospitais de campanha montados pelo governo estadual para atender pacientes infectados fraudou documentos, superfaturou o valor dos insumos.

PUBLICIDADE

O que se sabe sobre o caso? Quais são as implicações políticas do episódio? E como ele se relaciona aos atritos entre Bolsonaro e os governadores durante a pandemia do novo coronavírus? Para responder a essas e outras perguntas, o InfoMoney entrevista a analista política Débora Santos, da XP Investimentos, ao vivo a partir das 15h (horário de Brasília). Você pode enviar suas perguntas pelo chat.