Comentário diário

William Waack: atentado a Bolsonaro muda o jogo e traz duas consequências imediatas para a eleição

Candidato do PSL está fora da campanha de rua pelo menos no primeiro turno, enquanto outros candidatos vão ter que repensar suas estratégias

SÃO PAULO – O atentado contra Jair Bolsonaro muda bastante os rumos das eleições de 2018 e traz duas consequências bastante imediatas, aponta William Waack em seu comentário diário. 

Em primeiro lugar, devido a gravidade dos seus ferimentos, Bolsonaro está fora da campanha de rua, pelo menos durante o primeiro turno. “Não é pouca coisa, parte do jeito dele de fazer política dependia desse contato, mas ele tem demonstrado grande capacidade de mobilização pelas redes sociais e vamos ver se uma coisa compensa a outra”, avalia.

PUBLICIDADE

Uma segunda consequência é benéfica do ponto de vista da campanha do candidato do PSL. “Bolsonaro vinha sendo agora alvo de uma enorme campanha destrutiva, montada por seus adversários. Fica mais difícil para seus adversários se engajarem numa campanha negativa, de destruição da pessoa, do adversário político. Desse ponto de vista, o que aconteceu inibe os adversários e o deixa numa situação ainda horrível, mas digamos menos desconfortável quando o assunto é a capacidade de atacá-lo”. 

Leia mais: 

Quais são os impactos políticos do ataque a Bolsonaro em MG?
– Por que a bolsa disparou após Bolsonaro ser esfaqueado?
– Jornais estrangeiros repercutem facada contra Bolsonaro, “o Trump brasileiro”
– Perfil do Facebook de acusado de esfaquear Bolsonaro tem postagens contra o candidato

William Waack ainda fez uma mensagem de solidariedade ao candidato, com esperanças de que ele se recupere logo, e manifestou repúdio a quem “tentou explorar politicamente esse crime de sangue e a quem continua tentando transformar vítimas em culpadas pelo crime que sofreram”. Confira no vídeo acima. 

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear