Comentário diário

William Waack: a greve que virou revolta e derrotou o governo

"Eu não lembro de ver um governo tão humilhado como foi o atual governo diante de um movimento que tem o alcance muito maior do que se esperava no início", afirma

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A atual greve dos caminhoneiros já passou para outro “estágio” e se tornou uma revolta, avalia William Waack em seu comentário desta terça-feira (29). “Eu não lembro de ver um governo tão humilhado como foi o atual governo diante de um movimento que tem o alcance muito maior do que se esperava no início”, afirma.

Segundo ele, tanto governo quanto alguns analistas subestimaram o movimento, que ganhou um tipo de apoio diante da identificação das pessoas com o caminhoneiro como a personificação do trabalhador. E diante da atual crise, avalia, o governo reagiu mal, com más decisões, o que “acabou com a Petrobras”.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Aprenda a investir na bolsa

“É uma fase como vi poucas na recente política brasileira, uma revolta popular calcada em ódio ao sistema político e ao governo em especial”, avalia Waack comparando o atual cenário com as manifestações populares de junho de 2013 e com as de 2016. “É inédito o nível de descontentamento com a política […] é fato que as manifestações derrotaram o governo”, afirma.

Segundo ele, muitas pessoas acreditam que o Brasil renasce a partir de agora. “Eu acho que um outro país só vai vir do que a gente mais detesta, da política. É na política que a gente vai ter que procurar as respostas”, conclui ele.

Confira o vídeo completo: