Comentário diário

William Waack: a força das corporações e o uso do STF nas tomadas de decisões

Confira o comentário desta sexta-feira (28) de William Waack

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O STF (Supremo Tribunal Federal) volta a ser tema de discussão no comentário de William Waack, que destaca nesta sexta-feira (28) o poder das corporações e suas relações com o Supremo, que cada vez mais se torna o centro das discussões sobre assuntos que não deveriam chegar até ali.

O jornalista destaca três exemplos que mostram como alguns grupos estão levando assuntos para o Tribunal. O primeiro é o caso do tabelamento de fretes, que acaba de ter sua votação definida apenas para agosto pelos ministros, ou seja, até lá, não haverá uma certeza sobre como os caminhoneiros irão trabalhar com suas entregas.

Outro ponto, e um dos mais importantes, é o da contribuição sindical. Waack compara o funcionamento dos sindicatos no Brasil e na Alemanha, mostrando o tamanho exagerado destes grupos por aqui. Segundo ele, só do debate chegar ao STF, já mostra como é grande esta corporação. “É óbvio que aí tem alguma coisa errada. Sindicato no Brasil é negócio”, diz.

PUBLICIDADE

Por fim, o jornalista fala ainda sobre o debate do auxílio moradia para juízes e procuradores, assunto que tem levantado bastante polêmica no País. “[Esta] é uma forte corporação, e o STF sobre isso não tomou ainda nenhuma decisão”, conclui.

Confira o comentário completo: