Walfrido dos Mares Guia deixa ministério após sofrer denúncias

Já confirmado pelo Planalto, o substituto para o posto será o deputado José Múcio Monteiro, atual líder do governo na Câmara

SÃO PAULO – Após sofrer uma denúncia por peculato e lavagem de dinheiro, o ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, deixou o cargo nesta quinta-feira (22) para se defender das acusações.

Já confirmado pelo Planalto, o substituto para o posto será o deputado José Múcio Monteiro, atual líder do governo na Câmara.

PUBLICIDADE

Múcio deve assumir o ministério justamente no momento em que seu partido, o PTB, anunciou que deixa o bloco de apoio do governo no Senado. No entanto, segundo ele, a decisão não altera as articulações em favor dos interesses do governo.

Paralelamente, o deputado já foi orientado pelo presidente Lula para buscar a coesão entre os partidos aliados para garantir a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que prorroga a cobrança da CPMF até 2011.

A denúncia

Na última quarta-feira (21), o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, ofereceu denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra quinze acusados de envolvimento com o mensalão do PSDB, entre eles Walfrido, o senador Eduardo Azeredo e o empresário Marcos Valério.

Então vice-governador de Azeredo, Walfrido é suspeito de ter participado do comando financeiro da campanha e de ter quitado, por meio de Marcos Valério, uma dívida de R$ 700 mil do senador com o tesoureiro da campanha.