AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre os números do grupo no trimestre; assista

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre os números do grupo no trimestre; assista

CPI da Petrobras

Viúva desconfia que Janene esteja vivo e CPI da Petrobras pode pedir exumação, diz Veja

Stael Fernanda Janene revelou a deputados da CPI suspeitar de que não seja viúva e de que José Janene esteja vivo

SÃO PAULO – A CPI da Petrobras (PETR3;PETR4) estuda a exumação do corpo de José Janene, ex-parlamentar do PP morto em 2010 e que está envolvido nas investigações sobre a corrupção na estatal. Ele também esteve envolvido no mensalão. As informações são da coluna Radar Online, da Veja

Segundo informações do colunista Lauro Jardim, ao conversarem com Stael Fernanda Janene, viúva de José Janene, sobre sua convocação para depor na CPI da Petrobras, deputados do PMDB foram surpreendidos pelo o que ouviram. A viúva revelou a eles suspeitar de que não seja viúva e de que José Janene esteja vivo. Segundo ela, Janene teria apenas fugido para escapar do mensalão e de outros escândalos.

O presidente da CPI da Petrobras, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), por via das dúvidas, investigará. “Pensamos em pedir a exumação do corpo de Janene”, afirmou. Já Fernanda será convocada para depor.

PUBLICIDADE

Janene foi citado pelo ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, como um dos operadores do esquema de corrupção na petroleira e também era um dos réus no mensalão.

O parlamentar morreu em 14 de setembro de 2010 aos 55 anos, em São Paulo.  Segundo o Instituto do Coração informou na época, Janene estava inscrito em fila de espera para transplante de coração havia três meses.