América Latina

Venezuela diz que economia foi ‘interrompida’ pela morte de Chávez

Economistas e líderes empresariais esperam que o governo do país divulgue um forte abrandamento do crescimento econômico no primeiro trimestre de 2013

Aprenda a investir na bolsa

CARACAS – A incerteza política criada pela morte de Hugo Chávez, líder socialista da Venezuela, afetou a economia e terá um efeito sobre os valores de crescimento econômico da nação exportadora de petróleo, disse o presidente do banco central do país.

Economistas e líderes empresariais esperam que o governo do país divulgue um forte abrandamento do crescimento econômico no primeiro trimestre de 2013, como resultado de menos gastos do governo e uma escassez de moeda forte.

“A doença do nosso comandante supremo e sua morte lamentável interrompeu automaticamente a economia”, disse o presidente do banco central, Edmee Betancourt, na noite de quinta-feira. “Os indicadores (econômicos) não são os que queríamos.”

Aprenda a investir na bolsa

O banco central ainda não divulgou os dados do produto interno bruto do primeiro trimestre, que deveriam ter saído em meados de maio.

A principal organização da indústria privada do país, Conindustria, disse nesta semana que as vendas e a produção dos seus membros no primeiro trimestre caiu para níveis próximos aos de 2008, quando a economia da Venezuela foi abalada pela crise financeira global.

A informação foi baseada em uma pesquisa com membros, que citaram a incerteza política, a falta de moeda forte e incapacidade de adquirir matérias-primas como as principais causas do declínio.