Eleitos

Veja todos governadores eleitos em 1º turno e quais estados terão 2º turno

Em São Paulo, Alckmin foi reeleito em primeiro turno, enquanto no RJ haverá segundo turno; no Maranhão o PCdoB terá seu primeiro governador da história

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com praticamente todas as urnas apuradas, as definições para o Governo e o Senado começam a sair. Em São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, o atual governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi reeleito com 57,33% dos votos válidos, deixando para trás Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT). Já em Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT) venceu a disputa com 52,91% dos votos, com Pimenta da Veiga (PSDB) em segundo lugar, com 42%.

Ainda no Sudeste, no Rio de Janeiro haverá segundo turno entre os candidatos Luiz Fernando Pezão (PMDB), que teve 40,58% dos votos e Marcelo Crivella (PRB), com 20,25%. A “surpresa” ficou para Garotinho (PR), que ficou fora da disputa com 19,73% dos votos. No Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB) foi eleito com 53,44% dos votos.

O Rio Grande do Sul também terá um segundo turno, com José Ivo Sartori (PMDB) liderando com 40,42% dos votos, seguido por Tarso Genro (PT), que teve 32,56%. Já no Paraná, o candidato do PSDB, Beto Richa está eleito já no primeiro turno com 55,67% dos votos. Em Santa Catarina também não haverá segundo turno, e o eleito foi Raimundo Colombo, do PSD, com 51,37% dos votos.

Aprenda a investir na bolsa

Em Goiás, a disputa terá segundo turno entre os candidatos do PSDB e PMDB. O tucano Marconi Perillo ficou em primeiro lugar com 45,86% dos votos, enquanto Iris Rezende teve 28,39%. Enquanto isso, no Mato Grosso, Pedro Taques (PDT) venceu no primeiro turno com 57,29% dos votos.

Já no Mato Grosso do Sul teremos segundo turno entre PT e PSDB. O tucano Reinaldo Azambuja teve 39,09% dos votos, contra 42,92% do petista Delcídio. Já no Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), com 45,23%, irá disputar segundo turno contra Jofran Frejat (PR), que teve 27,97% dos votos.

Na região Nordeste, Flávio Dino foi eleito no primeiro turno como governador do Maranhão com 63,57% dos votos. Vale destacar que esta será a primeira vez que o PCdoB governará um estado. Já em Pernambuco, Paulo Câmara, do PSB, também está eleito no primeiro turno, com 68,21% dos votos válidos.

Mesma situação ocorreu no Piauí, onde Wellington Dias, do PT, também foi eleito já neste primeiro turno, com 63,42% dos votos. Enquanto isso, no Ceará, haverá segundo turno entre Camilo (PT) e Unício (PMDB), com cada um tendo 47,77% e 46,40% dos votos, respectivamente. A Paraíba também também terá segundo turno: Cássio Cunha Lima (PSDB), com 47,48%, contra Ricardo Coutinho (PSB), com 46,00%.

Já no Sergipe, Jackson Barreto, do PMDB, foi eleito em primeiro turno com 53,53% dos votos, enquanto no Rio Grande do Norte, a disputa será em em segundo turno entre Henrique Eduardo (PMDB), que teve 47,36% dos votos, e Robinson Faria (PSD), com 42,22%.

Na Bahia, a decisão saiu em primeiro turno, com a vitória de Rui Costa, do PT, com 54,06% dos votos. No Pará, até 23h (horário de Brasília), 99,79% das urnas tinham sido apuradas e ainda não havia uma definição sobre a ocorrência de um segundo turno. Helder Barbalho (PMDB), tinha 49,90% dos votos, contra 48,47% de Simão Jatene (PSDB).

PUBLICIDADE

No Acre a situação era a mesma, com 97,25% das urnas apuradas, Tião Viana (PT) tinha 49,89% dos votos, contra 29,98% de Márcio Bittar. No Alagoas, também com 97% dos votos apurados, Renan Filho tinha 52,43% e Biu Benedito de Lira (PP) aparecia com 34,17%.

O governador de Rondônia e candidato à reeleição, Confúcio Moura (PMDB), com 35,87% dos vots, disputará o segundo turno da eleição com o candidato do PSDB, Expedito Júnior, que teve 35,42%. Já no Amazonas, o candidato José Melo (PROS) teve uma disputa acirrada com Eduardo Braga (PMDB), com 43,03% dos votos contra 43,07%.

Já em Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB) foi eleito em primeiro turno como governador, com 51,30%, ante 44,71% de Sandoval Cardoso (PSC). Em Roraima, Chico Rodrigues (PSB) foi eleito também no primeiro turno com 64,17% dos votos. No Amapá os candidatos Waldez (PDT) e Camilo Capiberibe (PSB) disputarão o segundo turno das eleições, no dia 26 de outubro. Waldez teve 42,11% dos votos válidos e Capiberibe, 27,56%.