Relação complicada

Vale x Argentina: suspensão de projeto será uma bênção para mineradora

Já para os nossos vizinhos, blog da publicação britânica demonstra preocupação devido à fuga dos investimentos estrangeiros

SÃO PAULO – Após a Vale (VALE3;VALE5) suspender um projeto no valor de US$ 5,9 bilhões no Rio Colorado, as relações entre o Brasil e a Argentina começaram a azedar. O ministro do Planejamento da Argentina, Julio de Vida, destacou que os acionistas da companhia “devem começar a se preocupar”, uma vez que ela teria violado a segurança jurídica e as leis de Mendoza, gerando assim um impasse diplomático entre os dois países.

Entretanto, de acordo com o blog “Beyond BRICS”, da publicação britânica Financial Times, a mineradora não tem que se preocupar e sim, o governo da Argentina. Em um artigo chamado “Argentina to Vale: my way or highway” (Da Argentina para a Vale: do meu jeito ou vou embora, em tradução livre), eles destacam o cenário ruim para os investimentos do país, em meio à situação difícil da economia argentina. 

De acordo com a coluna do blog, uma possivel decisão de suspender o contrato de concessão pelo governo argentino pode se revelar uma “bênção” para a Vale. “Os argentinos, por sua vez, podem começar a orar por melhores relações com o seu maior parceiro comercial [o Brasil]”, avaliou. A publicação diz ainda que seria interessante pensar na ideia de tirar a concessão da Vale e tocar o projeto, provavelmente trazendo novos investidores – um investidor dos Emirados Árabes estaria cotado para participar do projeto.

PUBLICIDADE

Investimentos na Argentina estão cessando
Mesmo com as sugestões do mercado de que o projeto não é comercial e em meio a inflação e ao regime cambial da Argentina, o FT sugere que o país tem mais motivos para se preocupar.

De acordo com a publicação, a presidente argentina, Cristina Kirchner, gosta de atuar do modo “My Way” (“Meu jeito”, em alusão ao clássico de Frank Sinatra) e que este modo personalista de atuar está se tornando um problema para os investimentos no país, com destaque para os feitos pelas empresas brasileiras.

O blog ressalta que Vale não é a única grande empresa do Brasil a se desfazer dos investimentos no país, uma vez que a Petrobras (PETR3;PETR4) está vendendo a maior parte dos seus ativos. Enquanto isso, boa parte das empresas nacionais com operações em seu vizinho portenho estão cortando investimentos.

Fuga de estrangeiros
Dados da Câmara de Comércio Brasil-Argentina revelam que os investimentos de empresas brasileiras na Argentina caíram 61,2% nos primeiros nove meses de 2012 na comparação com o mesmo período do ano anterior, representando apenas 3,75% do total investido pelo Brasil no exterior. 

“A morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, interrompeu os planos de uma reunião entre as presidentes Cristina e Dilma Rousseff. Mas, quando elas se encontrarem, elas terão uma conversa difícil”, avalia, principalmente em relação ao financiamento dos investimentos brasileiros na Argentina.