Operação Lava Jato

Vaccari afirmou que Lula estava a par de empréstimo de R$ 12 milhões, diz Schahin

A Lava Jato investiga um esquema de propinas na contratação da Schahin Engenharia, em 2009, como operadora do navio-sonda Vitoria 10.000, envolvendo empréstimo de R$ 12 milhões para Bumlai

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, o empresário Salim Schahin afirmou que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari disse a ele que a legenda e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estavam a par do empréstimo de R$ 12 milhões do banco Schahin feito a José Carlos Bumlai. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Em dezembro de 2015, Bumlai, que ficou conhecido como “amigo de Lula”, afirmou que o empréstimo foi destinado ao PT. A Operação Lava Jato investiga um esquema de propinas na contratação da Schahin Engenharia, em 2009, como operadora do navio-sonda Vitoria 10.000, envolvendo um empréstimo de R$ 12 milhões para Bumlai.

“Numa das reuniões com o sr Vaccari, que estávamos eu e o Milton juntos, essa eu me lembro muito bem, porque eu estava junto com meu irmão, ele falou que o PT estava a par do negócio e o ex-presidente estava a par do negócio”, afirmou.

Aprenda a investir na bolsa

Moro perguntou: “o ex-presidente Luiz Inácio?” Schahin respondeu: “o ex-presidente”.

De acordo com o jornal, o espaço está aberto para manifestação do Instituto Lula.

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE