Pesquisa

Um em cada três paulistanos avaliam gestão Alckmin como “ruim” ou “péssima”, mostra Ibope

Veja como ficaram os candidatos na pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Dória, não cresceu em relação à última pesquisa do Ibope, mas se isolou na liderança com 28% das intenções de voto do eleitorado paulista. Já Celso Russomano (PRB), que estava em empate técnico com o tucano, oscilou para baixo, passando de 24% para 22%, saindo da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

A peemedebista Marta Suplicy, por sua vez, se manteve em terceiro lugar, tecnicamente empatada com o candidato do PT, Fernando Haddad. Marta tem 16% das intenções de voto, contra 13% de Haddad. Ambos oscilaram positivamente, já que na última pesquisa eles tinham 15% e 12% das intenções de voto respectivamente. 

Luiza Erundina do PSOL, também oscilou para cima. A candidata foi de 4% para 5%, enquanto Major Olímpio (SD), João Bico (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Ricardo Young (Rede), ficaram com 1% cada um. Os candidatos Henrique Áreas (PCO) e Altino (PSTU) não pontuaram.  

PUBLICIDADE

Em uma simulação do segundo turno, Dória venceria Russomano por 41% a 36%, Marta por 44% a 33% e Haddad por 52% a 27%. A pesquisa Ibope em São Paulo foi encomendada pela TV Globo e o jornal “O Estado de S. Paulo” e ouviu 1.204 eleitores entre os dias 25 e 28 de setembro.

O levantamento também mostrou resultados da avaliação do eleitor paulistano sobre a gestão de Geraldo Alckmin à frente do governo do estado. 35% qualificam a administração como “ruim/péssima”, enquanto 40% como “regular” e 21% como “ótima/boa”; 3% não souberam opinar.

Rio de Janeiro
Já no Rio, o candidato do PRB, Marcelo Crivella, manteve liderança incontestável apesar de oscilar um ponto percentual para baixo, de 35% para 34%. Pedro Paulo, do PMDB, tem 10% das intenções de voto, empatado com Marcelo Freixo do PSOL. Índio da Costa, do PSD, tem 8%, um ponto acima de Jandira Feghali do PCdoB. Flávio Bolsonaro (PSC) ficou com 7% das intenções, Osório (PSDB), teve 4%, Alessandro Molon (Rede), apareceu com 1% e Carmen Migueles (Novo) registrou 1%. Cyro Garcia (PSTU) e Thelma Bastos (PCO) não pontuaram.

Os votos brancos e nulos somaram 14%. Quatro por cento dos eleitores não sabem ou não responderam a pesquisa do Ibope. O instituto ouviu 1.204 pessoas entre os dias 26 e 28 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.