TSE rejeita contas da campanha de Lula, mas sem dar a decisão final

O caso será julgado na próxima terça-feira, mas a condenação não impede a diplomação do presidente

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A equipe técnica do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitou pela segunda vez a prestação de contas da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O segundo parecer apontou três irregularidades já encontradas no primeiro: problemas na conciliação bancária, doação de órgãos ou entidades vedadas pela lei e recursos de origem não-identificada.

Na próxima terça-feira, o tribunal irá julgar o processo. Uma possível condenação não impede a diplomação do presidente, que deve ocorrer na quinta-feira (14).

Possível cassação

Aprenda a investir na bolsa

Caso o comitê julgador, formado por sete ministros, aceite a recomendação dos técnicos e desaprove a prestação de contas, a decisão ainda dependerá do Ministério Público.

A partir daí, o procurador-geral da República poderá entrar com uma ação por abuso de poder. O presidente poderia então ser condenado por crime eleitoral e ter seu mandato cassado.