TSE: apenas 42 mil eleitores regularizaram situação a 4 semanas do fim do prazo

Eleitores que não votaram nas três ultimas eleições devem comparecer em cartórios para pagar multa de R$ 3 por turno

SÃO PAULO – Até a última sexta-feira (30), dos 1,8 milhão de eleitores que estão em débito com a Justiça Eleitoral, apenas 42.035 procuraram cartórios para regularizar a situação.

Conforme divulgou a Agência Brasil, os eleitores que não votaram nem justificaram a ausência nas três ultimas eleições (referendo de 2005 e 1º e 2º turno das eleições de 2006) e não regularizarem o título até o dia 26 deste mês devem ter o documento cancelado.

Para regularizar a situação, a pessoa deve pagar multa no valor de R$ 3,00 por turno. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o juiz eleitoral pode até dispensar o pagamento da multa, dependendo da condição socioeconômica do eleitor.

Mensagens falsas

PUBLICIDADE

Na página do TSE, na internet, é possível verificar a situação do título e os procedimentos para regularizar a situação. Eleitores com pendências não são convocados pelo telefone, carta ou por email. O TSE alerta para circulação de e-mails em nome do tribunal, comunicando cancelamento de títulos e solicitando a atualização dos dados cadastrais.

O tribunal afirma não enviar e-mails a eleitores e nem autoriza nenhuma instituição a encaminhar e, por isso, as mensagens devem ser apagadas, pois podem conter vírus.

Só no estado de São Paulo, são 381.655 títulos em situação ilegal, e a maior procura para regularização também foi no Estado: 9.701 pessoas já compareceram aos cartórios.