Candidato trader

Trump diz que mercado está inflado por juros “artificialmente baixos” e é hora de sair da Bolsa

"Eu investi e eu saí, e foi em um timing realmente muito bom", disse o empresário

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O candidato republicano Donald Trump disse nesta semana que as taxas de juros nos Estados Unidos, definidas pelo Federal Reserve, estão inflando o mercado de ações e recomendou que os 401 mil investidores saiam do mercado, assim como ele fez.

“Eu investi e eu saí, e foi em um timing realmente muito bom”, disse o empresário (e agora político) em uma entrevista para a Fox Business. “Mas eu nunca fui um grande investidor no mercado de ações”, completou. “As taxas de juros estão artificialmente baixas”, disse Trump. “A única razão pela qual o mercado de ações está onde ele está é porque você ganha dinheiro”.

Seus comentários vêm em meio à crescente tensão entre ele e os republicanos preocupados com seus discursos inflamados, que estão prejudicando as chances do partido contra os democratas de Hillary Clinton nas eleições de novembro.

Aprenda a investir na bolsa

O Fed tem mantido os juros entre 0,25% e 0,50% desde que elevou as taxas em dezembro do ano passado após sete anos com os juros próximos de zero. Porém, desde então a autoridade não tem conseguido espaço para mudar sua política diante de uma complicada dinâmica da inflação e de uma economia que ainda não consegue dar sinais sustentáveis de recuperação mais forte.

Vale lembrar, porém, que em maio Trump disse que era a favor das baixas taxas de juros e declarou que, se chegar à Casa Branca, provavelmente substituiria Janet Yellen no Fed. O candidato disse na ocasião que se os EUA elevarem os juros, encontrariam muitos problemas para enfrentar a dívida pública, que chega aos US$ 19 trilhões, carga fiscal sobre a qual tem insistido durante sua campanha eleitoral.

Essa “tremenda dívida”, disse, se beneficia atualmente das baixas taxas de juros, mas que se for elevada em 2 ou 3 pontos percentuais, “não teríamos país”.