Explicações

“Tropa de choque” do governo e Levy devem dar coletivas nesta quarta-feira

Pela manhã será a vez do governo tentar explicar as pedaladas fiscais, enquanto às 17h o ministro da Fazenda deve anunciar redução da meta fiscal

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em dia agitado para o governo federal, duas coletivas devem chamar a atenção do mercado. A primeira está prevista para às 9h30 (horário de Brasília), onde a “tropa de choque” do governo deve se reunir para entregar respostas ao TCU (Tribunal de Contas da União) sobre as contas federais em 2014, no último dia do prazo estabelecido.

A presidente Dilma tem hoje o último dia para apresentação de uma resposta ao TCU na tentativa de evitar que as contas públicas de 2014 sejam reprovadas pelo órgão por conta das pedaladas fiscais e que, se isso ocorrer, abra caminho para um eventual pedido de impeachment (apesar das contestações se as pedaladas seriam justificativa para pedir o impedimento da presidente).

Enquanto isso, às 17h será a vez do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, dar uma entrevista coletiva em Brasília. Apesar de não haver nenhuma confirmação, a expectativa é que ele anuncie o relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas do Orçamento e que será enviado ao Congresso Nacional.

Aprenda a investir na bolsa

Neste relatório deve constar uma redução da meta fiscal deste ano, segundo rumores que circulam no mercado. Além disso, o governo deve fazer um novo corte de despesas no Orçamento da União, de cerca de R$ 10 bilhões.