Justiça

Tribunal nega pedidos de suspeição por imparcialidade contra Sergio Moro

As provocações haviam sido movidas pelas defesas de Antônio Palocci, Eduardo Cunha e Branislav Kontic

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou por unanimidade, na terça-feira (27), três exceções de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos relativos à operação Lava Jato na primeira instância.

As provocações haviam sido movidas pelas defesas de Antônio Palocci, Eduardo Cunha e Branislav Kontic. Todos os processos já haviam sido negados liminarmente em outubro do ano passado, e acabaram confirmados ontem, assim como pedido de habeas corpus de Kontic.

O resultado das decisões é a manutenção de Sérgio Moro como juiz responsável pelos processos envolvendo os réus em questão. As defesas pediam o impedimento do magistrado sob a alegação de imparcialidade.

Aprenda a investir na bolsa