Política

Três meses antes da eleição, intenção de voto de Dilma sobe para 38%, diz Datafolha

Petista se recuperou da queda vista na última pesquisa e ampliou vantagem frente aos seus principais concorrentes, Aécio Neves e Eduardo Campos; porém, no 2º turno, diferença entre Dilma e Aécio caiu de 8 para 7 pontos percentuais

São Paulo – A intenção de voto de Dilma Rousseff aumentou na última pesquisa Datafolha, divulgada nesta quarta-feira. A presidente ampliou vantagem frente aos seus principais concorrentes nas urnas, mas ainda não conseguiria vencer a corrida eleitoral no primeiro turno.

O levantamento sinalizou que a presidente tem 38% da preferência do eleitorado, ante 34% registrados na leitura de junho. Os candidatos da oposição também avançaram, porém em menor margem. O senador Aécio Neves, do PSDB, variou de 19% para 20%, enquanto o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do PSB, oscilou de 7% para 9%.   

Porém, tendo como base este cenário de segundo turno, uma boa notícia para o candidato tucano: a vantagem de Dilma contra Aécio voltou a cair: 7% em julho (46% a 39%), contra 8% em junho e 11% em maio. Frente a Eduardo Campos, Dilma tem um diferencial de 13 pontos percentuais, contra 15 pontos em junho e 17 pontos em maio.

PUBLICIDADE

Dilma também subiu na pesquisa espontânea (seis pontos) e melhorou a percepção do eleitorado em relação à economia. O pessimismo com a evolução da inflação passou de 58% para 64% e com o desemprego foi de 43% para 48%. O percentual dos que dizem que a economia vai melhorar subiu de 26% para 30%.

A mais recente pesquisa do Datafolha foi feita entre 1 e 2 de julho e entrevistou 2.857 eleitores, distribuídos em 177 municípios. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo.