Toshiba mostra interesse em oferecer peças para quarta usina nuclear do Brasil

Apesar do interesse, nenhum acordo foi firmado e haverá processo de concorrência para a escolha dos fornecedores

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A empresa Toshiba anunciou ter interesse em fornecer equipamentos para a quarta usina nuclear do Brasil.

Conhecida pela fabricação de eletroeletrônicos, a empresa adquiriu em 2006 uma das maiores produtoras de reatores nucleares, a Westinghouse, filial da estatal inglesa British Nuclear Fuels (BNFL) nos Estados Unidos. O negócio foi fechado por US$ 5,4 bilhões.

Segundo declaração do presidente mundial da Toshiba, Atsutoshi Nishida, à Agência Brasil, a empresa gostaria que a Westinghouse continuasse no setor nuclear brasileiro. A afirmação é baseada no fato de que a usina Angra 1 utiliza a tecnologia da empresa norte-americana.

Nova Usina

Aprenda a investir na bolsa

Conforme veiculou a Agência Brasil, apesar do interesse, nenhum acordo foi firmado e haverá processo de concorrência para a escolha dos fornecedores de equipamentos.

A nova usina terá capacidade de produzir cerca de mil megawatts e deverá ser instalada no Nordeste. O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, informou que a Eletronuclear está autorizada a iniciar estudos para definir o local de instalação da nova usina.

A quarta usina brasileira tem previsão de entrar em operação entre 2015 e 2020. No entanto, Tolmasquim afirmou que o projeto é adicional ao de Angra 3 e pode ser antecipado para começar operar já em 2013.

Na quarta-feira (08), organizações não-governamentais protestaram em frente ao Palácio do Planalto contra a retomada da construção da Angra 3 e o programa nuclear brasileiro.