Tião Viana espera que cassação de Renan seja votada na próxima semana

Presidente interino do Senado afirmou que julgamento em plenário só será marcado após votação pela CCJ

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente interino do Senado, Tião Viana, afirmou nesta segunda-feira (26) que o julgamento em plenário do pedido de cassação do senador Renan Calheiros só será marcado após a proposta ser votada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

Na última semana, o senador Arthur Virgílio, relator do processo, adiou a apresentação do parecer. A previsão de Viana é de que o relator entregue o parecer na próxima quarta-feira e que o pedido de cassação seja votado na CCJ no dia seguinte.

“As informações que andam hoje aqui é que na quarta-feira o parecer será apresentado. Será feito um pedido de vista pelo DEM e a votação deverá ocorrer na quinta”, afirmou o senador.

PUBLICIDADE

Segundo o presidente interino da Casa, caso a CCJ conclua a votação ainda nesta semana, o processo contra Renan deve ser votado no plenário do Senado já na próxima semana.

Processos

Neste processo, Renan é acusado de usar “laranjas” na compra de duas emissoras de rádio e de um jornal em Alagoas. As informações foram passadas pelo usineiro João Lyra, apontado como sócio do senador no suposto esquema.

Essa é a terceira representação contra o presidente licenciado da Casa discutida pelos senadores. Em setembro, o plenário rejeitou a cassação do parlamentar por causa das acusações de ter usado um “lobista” de uma empreiteira para pagar despesas pessoais com uma filha.