Vetado

Temer veta integralmente projeto de reajuste de defensores

Veto foi determinado após ouvidos os ministérios do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e da Fazenda

Bloomberg) — Projeto de Lei que dispõe sobre o subsídio do defensor público-geral federal é vetado integralmente, por contrariedade ao interesse público, segundo despacho publicado no Diário Oficial.

  • “O projeto de lei contempla, para os anos seguintes, percentuais muito superiores aos demais reajustes praticados para o conjunto dos servidores públicos federais; ademais, situam-se em patamar acima da inflação projetada para o período, bem como abrigam regra de vinculação remuneratória, em dissonância à política de ajuste fiscal que se busca implementar”, segundo razões para o veto
  • Veto foi determinado após ouvidos os ministérios do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e da Fazenda
  • NOTA: Nesta quinta-feira, Planalto disse que presidente tinha vetado parcialmente o PL de reajuste de defensores, mantendo reajuste de 7% em aprcela única
  • Categoria reivindicava aumento de 60% em 4 parcelas
  • NOTA: Piso da carreira é de R$ 17.330,33 e passaria a R$  18.543,45, segundo matéria publicada no Globo
  • Esta matéria foi publicada em tempo realapara assinantes do serviço BloombergaProfessional.