Governo PMDB

Temer promete reduzir ministérios e fazer reforma na Previdência, diz Folha

Governo de vice-presidente teria cortes em cargos comissionados e uma luta para aprovar a idade mínima para aposentadoria

SÃO PAULO – O vice-presidente da República, Michel Temer, já teria avisado a aliados que se assumir o cargo hoje ocupado por Dilma Rousseff irá promover mudanças na equipe ministerial e anunciará medidas para tirar o caráter “transitório” do seu governo. Segundo informações da Folha de S. Paulo, para evitar as desconfianças que o cercam, Temer teria que entrar no Planalto com o “pé na porta”.  

Uma das maneiras de mostrar serviço, para o vice, é encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta de mudanças na Previdência, estabelecendo a idade mínima para aposentadoria. Senadores do PMDB ouvidos pela coluna Painel, da Folha, disseram que a reforma previdenciária geraria um “choque de confiança” no mercado. Nada melhor para um possível sucessor de Dilma, que é vista com descrédito por investidores e empresários após dois anos consecutivos de déficit fiscal e recessão econômica. 

Além de reduzir os gastos com aposentados, Temer também estaria preparando um aplo plano de enxugamento da máquina pública. Ao deputado Danilo Forte (PSB-CE), Temer afirmou que pretende reduzir o número de ministérios e realizar cortes nos mais de 20 mil cargos comissionados. No entanto, programas como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida seriam fortalecidos. 

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa