Presidente em exercício

Temer: dizem que quando terminar o processo de impeachment, investidor saberá com quem falar

“A situação da interinidade não dá a mesma potência para o Estado brasileiro. Então eu verifico, tanto o Senado, quanto o presidente da comissão de impeachment, todos eles estão preocupados com esse fato”, afirmou o presidente em exercício

(Bloomberg) — “Conclusão do impeachment dará mais confiança a investidor. Dizem que quando terminar o processo de impeachment, o investidor vai saber com quem vai falar”, vai incentivar o investimento, diz o presidente interino Michel Temer, em entrevista à imprensa em Brasília. Veja outros pontos da conversa:

  • “Tem muita gente aguardando o final desse processo”
  • Questão do impeachment depende de “análise política”
  • “A situação da interinidade não dá a mesma potência para o Estado brasileiro. Então eu verifico, tanto o Senado, quanto o presidente da comissão de impeachment, todos eles estão preocupados com esse fato”
  • Se impeachment não for confirmado até o final de agosto, Temer diz que vai avaliar se vai ao G-20 em 4-5 de setembro
    • Temer diz que espera votação de impeachment no dia 26, 25 de agosto
    • “O Brasil precisa sair deste impasse. O mundo precisa saber quem é o presidente da República”
  • Sobre a chance de recuperação de rating, “a nossa esperança, do governo, é que as medidas que vêm sendo tomadas, especialmente com a revelação deste apoio muito intensivo, muito forte no Congresso Nacional, que nós possamos restaurar a credibilidade”
    • “Depende muito de confiança e credibilidade. Se nós restauramos isso, não é improvável que as agências de risco modifiquem a nossa pontuação”
  • Temer diz que vai universalizar as relações externas do Brasil, e que não será só com blocos específicos
    • Temer diz que Mercosul é uma criação que contou com participação e entusiasmo do Brasil
    • “Nós queremos privilegiar, prestigiar o Mercosul”
    • Brasil quer que a Venezuela cumpra com todos os requisitos para participar plenamente no Mercosul
  • NOTA: Temer: Há condições para votar teto dos gastos até o fim do ano