Mudanças

Temer deve anunciar corte de ministérios logo que Dilma for afastada pelo Senado

Atual vice já prepara um corte de pastas que deve ser anunciado antes mesmo da saída definitiva de Dilma do governo

SÃO PAULO – O atual vice-presidente Michel Temer (PMDB) já está mais que preparado para iniciar seu governo. Ainda antes do Senado começar a avaliar se irá aceitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o peemedebista já articula uma nova equipe econômica e se prepara para fazer um corte de ministérios. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Temer deve cortar pastas tão logo Dilma seja afastada.

De acordo com a publicação, a ideia é sinalizar para fora que ele está empenhado em reduzir gastos do governo. Porém, pessoas próximas ao vice, embora apoiem a medida, estão preocupadas que o corte, somado à ideia de nomear um time de figurões em sua cota pessoal, pode criar entraves para abrigar indicações dos partidos aliados, o que dificultaria a construção de uma base sólida na Câmara.

Por outro lado, a Folha ressalta que embora a redução ministerial seja prioridade, Temer não deve conseguir cortar mais do que seis ou sete pastas, sendo que muitas delas manterão suas atuais estruturas, sendo apenas fundidas com outras. Transportes, Portos e Aeroportos se tornariam o Ministério da Infraestrutura, enquanto Agricultura se juntaria com Desenvolvimento Agrário e Cultura com Educação.

PUBLICIDADE